POLÍCIA

Vídeo mostra resgate de reféns e tiros efetuados pelo serial killer de Brasília contra polícia na mata


Vítimas foram resgatadas em rio, dentro de matagal no povoado de Edilândia, em Goiás

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 16/06/2021 às 19:05
Reprodução: YouTube
FOTO: Reprodução: YouTube
Leitura:

ATUALIZAÇÃO: Veja como serão feitas as buscas nesta quinta-feira (dia 17) por Lázaro Barbosa, clicando aqui. Polícia demarcou nova área de procura.

Um vídeo feito na tarde dessa terça-feira (15) mostra o resgate de três pessoas da mesma família que foram feitas de refém por Lázaro Barbosa, de 32 anos, que ficou conhecido como "o serial killer de Brasília", por ser o principal suspeito de ter cometido uma chacina no Distrito Federal.

As imagens, gravadas por policiais militares e civis dos estados de Brasília e Goiás, mostram pai, mãe e filha deixando uma mata fechada, em Edilândia (GO), pelo leito de um rio. No momento em que elas são resgatadas, ouve-se pelo menos quatro tiros disparados por Lázaro. No momento, os agentes das forças de segurança e as vítimas tentam se abrigar das balas se jogando no chão.

>>>Lázaro Barbosa, o serial killer de Brasília: 'Ele está cansado, acuado e ainda mais perigoso', afirma secretário de Goiás

>>> VEJA MAIS: Entenda como funcionam as buscas nesta quinta-feira (17).

Veja o vídeo

De acordo com o portal Metrópoles, as imagens não mostram, mas antes de libertar os reféns, Lázaro trocou tiros com a guarnição, acertando um policial militar de Goiás de raspão rosto. Ele foi levado ao Hospital de Anápolis (GO) de helicóptero, medicado e já recebeu alta médica.

Em entrevista ao porta Metrópoles, Paulo Henrique Siqueira, de 28 anos, sobrinho de um dos reféns, disse que escutou do tio detalhes sobre como foram os momentos ao lado do homem que deixa um rastro de violência em Goiás enquanto tenta fugir da polícia.

“Quando ele [o Lázaro] chegou na chácara, a minha prima [a adolescente de 15 anos] conseguiu se esconder embaixo da cama e mandou mensagem para os policiais pedindo ajuda. Mas na mesma hora alguém ligou pra ela, aí o Lázaro conseguiu achar”, narra o familiar. Paulo Henrique afirmou que o suspeito chegou a dizer que iria matar a família.

“Às vezes ele falava que ia matar, às vezes falava que não ia matar. Ele amarrou todos com as mãos para trás e quando estava correndo para fugir dizia que se não obedecessem ele matava, e que ele não errava nenhum tiro”, disse o rapaz.

Vítimas

O 'Serial killer de Brasília', Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, está sendo procurado por autoridades do Distrito Federal e de Goiás por ser o principal suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família, na última quarta-feira (9), na região de Ceilândia, em Brasília. As vítimas foram Cláudio Vidal, de 48 anos, Cleonice Marques, de 43 anos, e Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, filhos do casal. Os corpos foram enterrados nessa segunda-feira (14), no cemitério de Taguatinga.

Mais Lidas