COVID-19

Defensora do 'tratamento precoce', cantora gospel Cristiane Ferr morre vítima da covid-19

Em sua rede social, Cristiane compartilhou uma mensagem incentivando o chamado "tratamento precoce" contra a covid-19, fazendo uso de ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 17/06/2021 às 14:38 | Atualizado em 03/07/2022 às 20:39
Reprodução/Youtube
FOTO: Reprodução/Youtube
Leitura:

Morreu vítima do novo coronavírus (covid-19), a cantora e compositora gospel Cristiane Ferreira de Souza, de 48 anos, conhecida como Cristiane Ferr.

A artista morreu na última sexta-feira (11), em Juiz de Fora (MG). Segundo informações do site Diário do Nordeste, Ferr iniciou o tratamento contra a doença em casa, mas seu quadro piorou rapidamente e chegou a ter 100% dos pulmões comprometidos.

A mãe da cantora também foi infectada pelo coronavírus e permanece em tratamento. A cantora tinha mais de 20 anos de carreira e era famosa no cenário gospel nacional.

Em solidariedade aos familiares e amigos, o produtor musical da cantora, Humberto Prata, dono do "Estúdio Prata Music", escreveu em uma publicação nas redes sociais, a trajetória da cantora e relembrou o talento da artista.

"O Estúdio Prata Music se solidariza com todos os familiares e amigos da Cantora Cristiane Ferr que por muitos anos gravou back aqui no estúdio com sua linda voz e talento são muitas memórias boas daquela época . Que Deus traga consolo á todos e fortaleça nesse dia triste".

(Veja a publicação abaixo)

  

 

Tratamento precoce

Em sua rede social, Cristiane compartilhou uma mensagem incentivando o chamado "tratamento precoce" contra a covid-19, fazendo uso de ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina.

No comentário do post escreveu "Eu tomei". (Veja abaixo)

  

Fabricante da Ivermectina afirma que medicamento não tem nenhuma evidência de eficácia contra covid-19

Em comunicado, a Merck, empresa produtora da ivermectina, disse que o medicamento não tem “nenhuma evidência significativa” na proteção ou cura contra o novo coronavírus. A fórmula é usada em animais e seres humanos, mas contra sarna e piolho.

De acordo com a Merck, os cientistas da empresa continuam avaliando “cuidadosamente as descobertas de todos os estudos disponíveis e emergentes de ivermectina para o tratamento de covid-19 para evidências de eficácia e segurança”.

A companhia afirmou que, até o momento, não foi confirmada “nenhuma base científica para um efeito terapêutico potencial contra covid-19 de estudos pré-clínicos” e que não há “nenhuma evidência significativa para atividade clínica ou eficácia clínica em pacientes” com covid-19.

“Demonstramos nosso compromisso com a saúde dos pacientes e da população, aumentando o acesso aos cuidados de saúde por meio de políticas, programas e parcerias de longo alcance. Hoje, a Merck continua na vanguarda da pesquisa para prevenir e tratar doenças que ameaçam pessoas e animais — incluindo câncer, doenças infecciosas como HIV e Ebola e doenças animais emergentes — já que aspiramos ser a principal empresa biofarmacêutica de pesquisa intensiva no mundo", afirmou a Merck.

Sobre Cristiane Ferr

Cristiane Ferr era natural do Rio de Janeiro, mas morava em Juiz de Fora. A artista também tinha formação em fisioterapia e exercia a profissão.

A artista trabalhou no estúdio Prata Music durante cerca de 10 anos, segundo o proprietário do local, Humberto Almeida Prata.

Mais Lidas