POLÍCIA

Corpo em decomposição é encontrado dentro de carro com mesma placa do veículo de motorista de aplicativo desaparecido


O corpo e o veículo foram encontrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em um local de difícil acesso na BR-232, em Pombos, Agreste de Pernambuco

TV Jornal
TV Jornal
Publicado em 27/10/2021 às 17:40
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Atualização: A família de Wendell Higor Santos de Almeida confirmou às autoridades policiais de que o corpo encontrado é realmente do motorista de aplicativo e educador físico.

* Com informações da PRF

Durante a tarde desta quarta-feira (27), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que um carro modelo Renault Megane foi achado fora da rodovia, no quilômetro 63 da BR-232, em Pombos, no Agreste de Pernambuco, sentido Recife.

O carro havia capotado e estava em uma área de difícil visualização. Dentro dele havia um corpo em decomposição de um homem, que ainda não foi identificado.

>> Saiba o que teria acontecido com motorista de aplicativo, que teve corpo encontrado em decomposição

Ainda que o corpo encontrado no veículo ainda não tenha identificação, a placa do carro (NPU-5065) é a mesma do veículo utilizado pelo motorista de aplicativo Wendell Higor Santos de Almeida, 27 anos, que estava sendo procurado desde o dia 19 de outubro.

A Polícia Rodoviária está no local aguardando a Polícia Civil e, segundo informações captadas pela produção da TV Jornal, o Instituto de Medicina Legal de Palmares está a caminho do local.

Veja foto do local

Local onde o carro foi encontrado é de difícil acesso.
Local onde o carro foi encontrado é de difícil acesso.
PRF / Divulgação

Visto pela última vez em Vitória

Wendell Higor foi filmado por câmeras de segurança instaladas em um estabelecimento do bairro Maranhão, em Vitória de Santo Antão. Nas filmagens, o motorista desce do veículo, parece checar o motor e em seguida segue viagem.

Depoimento dos familiares do motorista de aplicativo

José Ubiraci, pai do motorista, foi entrevistado pelo programa Por Aqui da TV Jornal, na última sexta-feira (22). Ele disse que não consegue dormir há 3 dias e que também procurou o filho por conta própria. " Eu estava na praia de Maracaípe procurando Higor", relatou.

A mãe de Wendell Higor, Fatima Rito, contou que a família chegou a receber ligações de pessoas pedindo dinheiro em troca de informações sobre o paradeiro do filho. Ela descreveu a angústia de estar longe do filho.

"Por favor não passem trote. Tenham piedade de uma família que está em dor, sangrando, em desespero, apelando por uma pista", falou.

Por conta dessas ligações, a família procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência. Hiago Santos é irmão do motorista desaparecido e disse que ele costumava dar notícias das viagens que fazia, por isso o desaparecimento tem preocupado tanto quem conhece o estudante.

Mais Lidas