benefício

FGTS: Trabalhadores podem receber cerca de R$ 10 mil em 2022; entenda


O FGTS é um fundo em nome do trabalhador vinculado ao contrato de trabalho no qual as empresas precisam depositar mensalmente o equivalente a 8% do salário bruto do funcionário

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 14/01/2022 às 17:02
Notícia
Agência Brasil
O Auxílio Brasil começou sua primeira fase de pagamentos na última quarta-feira (17) - FOTO: Agência Brasil
Leitura:

A revisão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode dar a oportunidade de milhares de trabalhadores receberem valores que podem ultrapassar R$ 10 mil em 2022. O tema será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Saiba como solicitar a quantia

Abono salarial do PIS/Pasep, Auxílio Brasil, Auxílio Gás, Auxílio Emergencial, FGTS: veja se recebe algum benefício nesta semana

No geral, o FGTS é um fundo em nome do trabalhador vinculado ao contrato de trabalho no qual as empresas precisam depositar mensalmente o equivalente a 8% do salário bruto do funcionário. Este fundo é ligado à Caixa Econômica Federal.

>> PIS/PASEP: Dois saques são liberados aos trabalhadores em 2022; saiba quem pode receber

>> Saque-aniversário do FGTS 2022: veja o calendário, se tem direito e saiba como funciona

Quando o trabalhador não realiza o saque do benefício, o montante vai subindo de valor todos meses, tendo em vista os depósitos feitos pelo empregador.

Diante desta situação, o governo utiliza o dinheiro para financiar programas de habitação, saneamento, infraestrutura e saúde.

Para pagar por esse "empréstimo", o governo, por sua vez, realiza uma correção anual dos valores para que o dinheiro dos trabalhadores não seja perdido por causa da inflação.

Um dos índices utilizados pelo governo a vários anos é a Taxa Referencial (TR), que desde 1999 se encontra zerado, ou seja, mesmo que o governo corrija os valores do FGTS, os trabalhadores não ganham nada já que o índice se encontra zerado.

Revisão pede alteração da TR

A revisão do FGTS, prevista para ser julgada ainda este ano, pede então a alteração da Taxa Referencial por outro índice de correção. Além disso, a tese pede para que todo dinheiro perdido ao longo dos anos possa ser restituído.

Assim, todos os trabalhadores que exerceram atividade a partir de 1999 quando a TR zerou, podem ter direito a receber a correção dos valores com a aplicação de um novo índice.

De acordo com a plataforma LOIT FGTS, especialista em realizar o cálculo de correção, os valores médios aos quais os trabalhadores têm para receber podem chegar a R$ 10 mil.

Economista dá dicas sobre como utilizar o seu FGTS da melhor forma; veja o vídeo do programa Por Dentro de 1º de julho de 2020 e confira:

Com informações da Rede Jornal Contábil


Comentários

Mais Lidas