ARTE

Peça sobre feminicídio entra em cartaz no Teatro Hermilo Borba Filho

A peça conta com o auxílio de intérprete para surdos e mudos

Peça sobre feminicídio entra em cartaz no Teatro Hermilo Borba Filho

A peça sobre feminicídio já está em cartaz - Foto: Acervo/JC Imagem

A peça "trilogia do feminicídio" está em cartaz, no teatro Hermilo Borba Filho, no Cais do Apolo, Área Central do Recife, nesta quarta-feira (04) e quinta-feira (05). A obra é um conjunto de três espetáculos, em que a violência contra a mulher é o tema central em abordagens de casos reais. A peça continua também na semana nos dias 11 e 12 do mês de setembro. O horários serão das 18h30 às 19h40 e das 19h40 às 21h.

O roteirista da peça, Eric Valença, explica que o intuito é ser um apelo à população. “É um pedido para homens, mulheres, para toda sociedade abraçar o outros, falta amor, e estamos pedindo para erradicar a violência, não mais mortes, não dá mais”, conta.

A atriz Tati azevedo, que interpreta três papéis no monólogo "Coisas que acontecem no quintal", que faz parte da trilogia, falou sobre a importância de usar a arte para debater esse tema. “Todo o processo de pesquisa foi em cima de boletins de ocorrência, e isso foi muito duro de lê e absorver, eu acho que vai ser muito conscientizador, quem vier assistir vai gostar muito. Tem histórias bastante tristes, mas tem histórias que trazem levezas, e acho importante mostrar que a luta é de todos, não apenas das mulheres”, conclui.

Inclusão

Uma grande novidade que a peça traz é a inclusão de intérprete de libras para deficientes auditivos poderem entender a mensagem passada pelos atores

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.