Transporte público

Greve nacional: veja como está a circulação de ônibus no Grande Recife

Pernambuco aderiu à Greve Nacional contra a reforma da Previdência e isso está afetando alguns serviços

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 14/06/2019 às 8:15
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Nesta sexta-feira (14) acontece a greve nacional contra a reforma da Previdência, da qual participam várias categorias de trabalhadores, em todo o país. Em Pernambuco, uma das maiores preocupações da população é quanto a adesão dos rodoviários, que não foi confirmada, até esta sexta.

No entanto, apesar de o sindicato não ter se posicionado sobre a adesão à greve geral, veículos de algumas empresas não estão circulando. A Itamaracá, por exemplo, está com atividades paralisadas devido a uma manifestação que está sendo realizada em frente à garagem, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Um grupo bloqueia a entrada e a saída dos ônibus desde as 4h. De acordo com os manifestantes, o protesto é contrário à reforma da Previdência. Usuários relatam dificuldades para pegar ônibus na manhã desta sexta.

"Estamos aqui desde 4h16 lutando a favor da greve geral e contra a reforma da Previdência. Estamos aqui em prol dos trabalhadores da classe dos rodoviários, que sofrem na mão do monopólio das empresas de ônibus de Pernambuco. Ficaremos aqui na garagem até o último momento", declara Emerson Coelho, que participa do protesto.

Algumas empresas de ônibus também tiveram as garagens bloqueadas e funcionam parcialmente, como a Caxangá. No terminal integrado de Xambá, em Olinda, também na RMR, a movimentação de passageiros é grande e os ônibus não estão chegando normalmente.

No terminal da PE-15 e pelo terminal Pelópidas Silveira, os coletivos estão lotados de passageiros, saindo para fazer viagem nas paradas de ônibus.

Metrô funciona em horários de pico

Devido à adesão dos metroviários à greve geral, as linhas Centro e Sul do metrô do Recife só funcionam em horários de pico na manhã desta sexta-feira (14). As estações estarão abertas das 5h às 9h e das 16h às 20h. A linha Diesel (VLT) não funcionará nesta sexta.

>> Confira as categorias que aderiram à greve

>> Confira os protestos contra a reforma da Previdência