RECIFE BOM DE BOLA

Conheça o recifense com paralisia cerebral que é treinador de futsal

Junto ao pai, o rapaz comanda o Centro Esportivo Milan dos Coelhos

Conheça o recifense com paralisia cerebral que é treinador de futsal

As disputas do projeto ‘Recife Bom de Bola’, desenvolvido pela Prefeitura do Recife, já vêm acontecendo desde agosto e continuarão até o dia 15 de dezembro - Foto: Sidney Lucena/TV Jornal

Brivam Bonfim é mais um dos exemplos de superação dentro do esporte. Ele nasceu aos seis meses, com paralisia cerebral, e, desde criança, já mostrava um laço com o futebol. Hoje, aos 34 anos, guarda os títulos de campeão do Recife Bom de Bola de campo e da Copa dos Campeões, como treinador de futsal.

Há 22 anos, criou o Centro Esportivo Milan dos Coelhos, junto ao seu pai, Brivam Marques, que já jogou muita bola nos campos de várzea da cidade.

Brivam é exigente e sempre passa instruções aos 110 jogadores do time. "Quando as pessoas veem, ficam de boca aberta, porque eu digo como é e os meninos fazem", conta o técnico.

>> Projeto 'Recife Bom de Bola' bate recorde de inscrições em 2019

 

"É gratificante, porque, em meio de tantas dificuldades que ele tem, ele está sempre querendo nos ajudar e nós queremos ajudá-lo", conta Marcelo Assunção, jogador do Milan dos Coelhos.

Luiz Cláudio, presidente da Federação Pernambucana de Futsal, exalta a força de vontade de Brivam. "Para nós, é sempre uma alegria ter pessoas dentro do esporte com fator de superação", relata.

Recife Bom de Bola

As disputas do projeto ‘Recife Bom de Bola’, desenvolvido pela Prefeitura do Recife, já vêm acontecendo desde agosto e continuarão até o dia 15 de dezembro. A competição promove a inclusão social e a integração entre as comunidades, por meio do esporte. Em 2019, o Recife Bom de Bola bateu recorde de inscrições e tem 609 equipes participantes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.