CHUVAS

Renovado alerta para moradores de áreas de risco no Recife

A Defesa Civil renovou alerta para moradores de áreas de risco procurarem locais seguros

Renovado alerta para moradores de áreas de risco no Recife

Os registros do bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, nesta quarta (24) de chuvas ☔ - Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

 A Defesa Civil do Recife orienta para que a população em áreas de risco deixe seus imóveis e procure locais seguros. Este é sexto alerta desde a última sexta-feira (19). A mensagem tem sido enviada para 31 mil famílias por SMS. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 11 pessoas morreram no Grande Recife.

Chuvas

De acordo com o Inmet, nos últimos cinco dias, choveu 252 mm, o equivalente a 21 dias da média histórica do período, que corresponde a 357 mm. O quadro se intensificou com a forte chuva que incidiu sobre a capital, entre a meia-noite e às 6h desta quarta-feira, que chegou a 102 mm em apenas seis horas. O valor se equipara com o mesmo volume de chuva previsto para quase nove dias. O fator aumentou ainda mais a saturação dos terrenos, que já estavam encharcados, o que propicia os deslizamentos.

Em Olinda, entre as 19h da terça-feira (23) e às 7h desta quarta (24), choveu 245,4 mm, de acordo com a Defesa Civil do município. Com isso, Olinda registrou o equivalente a 20 dias de chuva no período.

Mortos

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 11 pessoas morreram entre a madrugada e manhã desta quarta após deslizamentos de barreira e queda de árvores. Segundo o Corpo de Bombeiros, as mortes ocorreram em Águas Compridas e na Estrada do Passarinho, em Olinda; na Rua Córrego do Curió, no bairro de Dois Unidos, no Recife e no Córrego da Areia, em Caetés, em Abreu e Lima. 

Defesa Civil do Recife

Ao longo desta quarta-feira (24), 56 famílias que estavam em áreas de deslizamento foram levadas para casa de parentes e amigos do local pela Defesa Civil do Recife.

Nas últimas 12h, o órgão registrou 450 chamados no 0800 da Secretaria de Defesa Civil, que mantém um plantão permanente e pode ser acionada através do 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h. 

A Prefeitura do Recife informou que vem emitindo, desde o final de semana, via celular, avisos para 31 mil moradores de áreas de risco cadastrados. Neste ano, a Defesa Civil já realizou 35 mil vistorias onde mapeou as áreas de risco da cidade. De acordo com a Defesa Civil, atualmente, o órgão monitora 9.000 destes pontos e há 12 mil pontos cobertos com lona, o equivalente a 3 milhões de m². 

Árvores

A Emlurb registrou ocorrências envolvendo a queda parcial ou total de 16 árvores nesta quarta-feira (24), a maior parte das situações já foram resolvidas. Ainda segundo a Defesa Civil, o órgão conta com equipes de prontidão para os chamados envolvendo árvores no Recife. As solicitações podem ser feitas pela Central 156.

Drenagem

A Defesa Civil da capital informou que foram mobilizadas 145 pessoas para os trabalhos de drenagem, além de três caminhões equipados com jatos para a sucção da água. As equipes trabalham, segundo o órgão, para desobstrução e limpeza de galerias e canaletas da rede de drenagem de diversas localidades, a exemplo das Avenidas Caxangá, Mascarenhas de Moraes e Conde da Boa Vista. Além disso, uma equipe com uma retroescavadeira está no Canal do Rio Morno, em Dois Unidos, para coleta de resíduos do local.

Abrigo

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política Sobre Drogas e Direitos Humanos disponibiliza abrigo emergencial para os casos de calamidade pública. O abrigo fica situado à Travessa do Gusmão, no bairro de São José, tem capacidade para receber 100 pessoas e funciona 24h. No local há alojamento com camas, banheiros (sendo um deles com acessibilidade), refeitório, onde são servidas três refeições diárias e lavanderia. O abrigamento é feito por encaminhamento através da Secretaria de Defesa Civil. Entretanto, não houve nenhum pedido de abrigamento.

Trânsito

Das 4h às 16h desta quarta-feira (24), foram registrados 16 acidentes de trânsito, sendo três deles com vítima e nenhum com vítima fatal. No período, a CTTU registrou ocorrências em 48 semáforos, dos quais 35 já foram atendidos. As equipes técnicas já estão em deslocamento para normalizar os demais. A rede semafórica do município possui 671 equipamentos.

Equipes formadas por 200 agentes e 140 orientadores de trânsito da CTTU trabalham em áreas que foram afetadas pelas chuvas. Além disso, equipes técnicas trabalham com o intuito de realizar os ajustes necessários na rede semafórica da cidade. A Central de Operações de Trânsito (COT) da CTTU, que funciona 24 horas por dia, também realiza o trabalho de monitoramento das vias, identificando os pontos mais críticos, através de 149 câmeras de videomonitoramento.

Redução dos deslizamentos

A Prefeitura do Recife informou ainda que registrou uma redução de 65,92% no número de deslizamentos entre 2013 e 2019 (até 14/06/2019), em comparação com os 7 anos anteriores, resultado do reforço ano a ano da Operação Inverno. Recife possui mais de 60% de seu território como sendo área de morro.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.