Tragédia

Feminicídio: mulher é executada ao lado de bebê de oito meses, em Paulista


De acordo com o tio da vítima, ela estava grávida e o companheiro dela 'encomendou o crime' por querer o aborto

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 24/10/2019 às 15:08
Foto: Cortesia
FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

Uma atendente de companhia aérea identificada por Dinorah Cristina, de 35 anos, foi morta com vários disparos dentro da casa onde morava, no bairro de Maranguape, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com o tio da vítima, na madrugada desta quinta-feira (24), dois homens encapuzados pularam o muro, fingiram um assalto e cometeram o crime, enquanto Dinorah segurava a filha de apenas oito meses. Ainda segundo o parente, ela estava grávida e o marido dela ''encomendou o assassinato'' por querer o aborto.

Segundo a polícia, os vilões na hora do crime teriam descarregado as duas armas. O corpo da atendente já se encontra no IML. No crime, a mãe da vítima foi atingida na mão quando tentou proteger a filha.

Foragidos

A dupla suspeita do crime fugiu em uma moto.

Nota da polícia

A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da Força Tarefa de Homicídios, registrou o homicídio de Dinorah Cristina Barbosa da Silva, 35 anos, ocorrido na na madrugada desta quinta-feira (24) , em Maranguape II, Paulista. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo realizados por dois homens encapuzados que invadiram a residência de Dinorah. O caso segue sob investigação da 7a DPH/DHPP.

Uma por Uma

Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. Em 2018, o projeto Uma por Uma, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, mapeou onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados.

Acompanhe o caso, no vídeo abaixo, a partir dos 10 minutos.

Mais Lidas