BALANçO

Covid-19: em 19 dias, março se torna mês mais letal da pandemia no Brasil

Bastaram 19 dias de março para superar o número de mortes por covid-19 atingido em todo o mês de julho do ano passado, pico de óbitos

Covid-19: em 19 dias, março se torna mês mais letal da pandemia no Brasil

Mais de 10,4 milhões de pessoas se recuperaram - Foto: AMAZÔNIA REAL

Com informações do SBT e da Agência Brasil

Em apenas 19 dias, março de 2021 se tornou o mês com mais mortes pela covid-19 no Brasil, desde o início da pandemia.

Comparação

Na última sexta (19), o país tinha acumulado 35.372 óbitos no mês, segundo dados do Ministério da Saúde. Nesta segunda (22), já são 39.100.

Antes, julho de 2020 era o que concentrava o maior número de mortes: 32.881, em 31 dias.

Os números se evidenciam nos hospitais, que estão lotados. Sistemas de saúde estão em colapso em praticamente todos os estados brasileiros. Falta de leitos de UTI e estoque de medicamentos para intubação estão no limite.

 

>> Covid-19: Brasil tem 2º dia com mais mortes em 24h, desde início da pandemia

>> Secretário diz que única medida de evitar curva crescente da covid-19 é reduzir a circulação de pessoas

>> Por causa do desrespeito da população, Pernambuco chegou à segunda onda de contágio pela covid-19

>> Mais de 70% dos brasileiros acham que pandemia da covid-19 piorou, revela pesquisa

 

12 milhões de casos

O Brasil registrou 11.998.233 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesse domingo (21) pelo Ministério da Saúde.

Em 24 horas, foram registrados 47.774 novos casos. Foram registrados 10.449.933 casos de pessoas que se recuperaram da doença.

 

>> Covid-19: "Muitas pessoas estão vivendo como se não houvesse pandemia", diz secretário de saúde

>> Pernambuco internou mais de 100 pessoas doentes de covid-19 em leitos de UTI, por dia

>> Covid-19: "Possibilidade sempre há", diz secretário de Saúde de Pernambuco sobre possível lockdown

>> Covid-19: Pernambuco continua com alta taxa de ocupação de leitos de UTI

>> Covid-19: "Ou todos cooperam, ou vai faltar leitos para quem precisa", diz secretário

 

Óbitos

O número de mortes, segundo o boletim, foi de 284.042, com 1.290 óbitos registrados em 24 horas. Há ainda 1.254.258 casos em acompanhamento.

Normalmente, os casos são menores aos domingos e segundas-feiras em função da dificuldade de alimentação pelas secretarias estaduais de Saúde. Já às terças-feiras, eles podem subir mais em função da atualização dos registros acumulados.

Estados

O estado de São Paulo lidera em número de casos e de mortes, com 2.306.326 e 67.558, respectivamente. No número de casos, o segundo e terceiro lugares são ocupados por Minas Gerais (1.033.562) e Paraná (796.589). Os estados com menos casos são Acre (65.446), Roraima (87.554) e Amapá (92.010).

Entre o número de mortes, Rio de Janeiro (35.131) e Minas Gerais (22.007) estão em segundo e terceiro lugar. Os estados com menor número de óbitos são Acre (1.181), Amapá (1.222) e Roraima (1.281).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.