CABO DE SANTO AGOSTINHO

Mulher morre carbonizada em casa e ex-companheiro é suspeito no Cabo

Um incêndio atingiu a casa onde a vítima morava e há uma suspeita de que tenha sido criminoso

Mulher morre carbonizada em casa e ex-companheiro é suspeito no Cabo

A vítima estava dormindo em um quarto - Foto: Reprodução/TV Jornal

Uma mulher, de 35 anos, morreu carbonizada dentro da casa onde morava, em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. O ex-companheiro dela é o principal suspeito de ter ateado fogo na residência, localizada na Rua 17, nesta quinta-feira (9).

Os moradores perceberam o fogo por volta das 4h. As chamas estavam focadas no quarto onde a vítima dormia. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, o incêndio já havia sido controlado e foi feito um trabalho de rescaldo. O corpo da dona de casa segue dentro do imóvel. O Instituto de Criminalística (IC) já esteve no local e a área está isolada.

>> Vídeo mostra homem agredindo mulher em rua de Caruaru

>> Polícia divulga retrato de suspeito de atropelar ex em mototáxi

>> Brasil é o 5° país onde mais se mata mulheres em todo o mundo

 

Investigação

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deve conduzir as investigações, devido à suspeita de o incêndio ter sido criminoso. O suspeito é o ex-companheiro da vítima, com quem ela morava há cerca de um ano. 

Eles estavam separados e, segundo vizinhos e familiares, o homem não se conformava com o fim do relacionamento. A dona de casa já teria pedido para ele ir buscar as coisas na residência, mas o homem se recusava. 

>> Vídeo: homem é filmado agredindo ex dentro de banco no Recife

>> Após briga, homem espanca mulher na Zona Norte do Recife; veja vídeo

 

#UmaPorUma

A violência contra a mulher é constante e frequentemente acaba em tragédia. Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. O especial Uma por uma contou todas. Em 2018, o projeto mapeou  onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados. Um banco de dados virtual, com os perfis de vítimas e agressores, além dos trágicos relatos que extrapolam a fotografia da cena do crime. Confira o especial Uma por Uma AQUI.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.