CAMPEONATO PERNAMBUCANO

Bravo com atitude do Vitória, técnico do Náutico afirma: 'Quem tava querendo jogo era quem tava ganhando a partida'

Hélio dos Anjos ficou muito irritado com excesso de paralisação na partida para atendimento aos jogadores do Vitória

Bravo com atitude do Vitória, técnico do Náutico afirma: 'Quem tava querendo jogo era quem tava ganhando a partida'

Hélio dos Anjos, técnico do Náutico. - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

O resultado positivo contra o Vitória das Tabocas pelo placar de 4x1, fez o Náutico chegar ao quarto triunfo consecutivo no Campeonato Pernambucano, mantendo assim os 100%de aproveitamento na competição. Apesar do resultado ter sido construído de forma tranquila pela equipe alvirrubra, que marcou todos os seus gols ainda no primeiro tempo, a partida foi finalizada em um clima quentíssimo dentro de campo.

Na reta final do segundo tempo, o técnico Hélio dos Anjos estava furioso, no banco de reservas, pelo motivo do excesso de interrupções causadas pelos atendimentos aos jogadores do Vitória. Na entrevista coletiva pós jogo, o treinador explicou o motivo de toda a reclamação feita para o árbitro da partida, o José Woshington da Silva, ainda dentro de campo.

“O que me incomodou foi que um adversário perdendo de quatro e nós ganhando de quatro, a gente quer jogo, nós queremos fazer a partida dentro da normalidade e eu não posso aceitar dez substituições, o adversário ser orientado para cair , como o fisioterapeuta do adversário mandando o goleiro cair para quebrar tempo de jogo e você ter quatro minutos. A única coisa que eu quero é jogo. A minha reclamação é justamente isso”, destacou Hélio.

Após o apito final da partida, Hélio dos Anjos e o seu auxiliar e filho, Guilherme dos Anjos, acabaram discutindo com membros da comissão técnica do Vitória, que estava na arquibancada acompanhando o jogo. O treinador explicou o motivo da discussão.

“O maior problema aconteceu com o fisioterapeuta deles (Vitória), porque ele estava mandando o goleiro cair e na hora que ele passou na minha frente eu falei ‘cai você também dentro do campo’. Porque já tá caindo todo mundo, toda hora e ninguém quer jogo. Quem tava querendo jogo era quem tava ganhando a partida de quatro. Eu lamento muito isso, eu acho que temos que ter atenção com esse tipo de situação, porque prejudica o espetáculo”, revelou.

Com o placar de 4x1 e sem levar pressão do adversário, muitos devem se questionar o motivo que levou a todo esse cenário de desavenças entre as comissões e os questionamentos feitos por Hélio dos Anjos. De acordo com o treinador, se trata de uma ambição maior que ele almeja com a camisa alvirrubra.

“Eu trabalho numa equipe que busca título. Saldo de gols pra mim é importante, o número de gols é importante e a gente quer ter um espetáculo digno da grandeza do campeonato e muitas vezes no campeonato nós temos partidas horríveis por conta dessa situação”, disse Hélio que completou elogiando a postura do árbitro da partida, o José Woshington da Silva.

“Mas eu não tive problema nenhum com o árbitro, ele foi muito educado comigo em todas as minhas reivindicações”, encerrou.

Próxima partida

O líder isolado da competição com 12 pontos conquistados em quatro jogos, só volta a campo na quarta-feira (7) para enfrentar o Salgueiro, atual vice-colocado com seis pontos conquistados, pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano. O elenco alvirrubro recebe dois dias de folga e se reapresenta somente na terça-feira (30).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.