SÉRIE B

Em partida bem disputada, Náutico vence o Botafogo e mantém os 100% na Série B

Timbu bateu os botafoguenses por 3x1, neste domingo (20), no estádio dos Aflitos, e segue líder da Segundona


Em partida bem disputada, Náutico vence o Botafogo e mantém os 100% na Série B

Náutico vence o Botafogo e segue com 100% de aproveitamento na Série B - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

Ninguém segura o Náutico. Mesmo em uma partida bastante disputada, o 'Timbatível' passou pelo Botafogo vencendo por 3x1, neste domingo (20), no estádio dos Aflitos, pela quinta rodada da Série B. Pedro Castro (contra), Jean Carlos e Paiva marcaram para os alvirrubros, enquanto que Felipe Ferreira anotou o único gol botafoguense. Com a vitória, o Timbu segue com 100% de aproveitamento e disparou na liderança da Segundona, com 15 pontos.

A equipe alvirrubra volta a campo na próxima quarta-feira (23), quando encara o Londrina, às 16h, no estádio do Café, pela sexta rodada da Segundona.

O JOGO

Em um duelo entre duas equipes que figuram na partida de cima da tabela, Náutico e Botafogo começaram a partida de forma muito disputada. Até demais. Com oito minutos de bola rolando, Warley e Vinícius já tinham levado cartão amarelo e o técnico Hélio dos Anjos acabou sendo expulso pelo árbitro mineiro Wanderson Alves de Sousa após reclamação acintosa.

Quando as duas equipes resolveram jogar, as chances começaram a surgir. Aos 14, após trama pela esquerda, o meia botafoguense Marco Antônio recebeu passe na entrada da área e finalizou forte para a defesa do goleiro Alex Alves. No minuto seguinte, a resposta alvirrubra foi fatal. Após cobrança de escanteio de Jean Carlos, Vinícius desviou de cabeça na primeira trave e, antes de entrar, a bola ainda bateu em Pedro Castro e entrou. Gol contra: 1x0.

Mesmo atrás do placar, a equipe carioca mantinha seu espírito ofensivo e incomodando o Náutico. Aos 18, o meia Chay cobrou falta com capricho, mas Alex Alves saltou para espalmar para escanteio. Dois minutos depois, Marco Antônio foi lançado em profundidade na esquerda e cruzou a meia altura... O centroavante Rafael Navarro apareceu por trás do zagueiro Wagner Leonardo dando um carrinho para finalizar, porém, mais uma vez, o goleiro timbu fez grande defesa.

Após os dois sustos, o Náutico passou a equilibrar a partida e afastar os botafoguenses de seu campo defensivo. Da metade pra reta final do primeiro tempo, o Timbu já dominava a posse de bola com mais de 70%.

O Botafogo voltou a assustar o Timbu aos 46, após cobrança de falta de Chay, a bola passou por todos dentro da área e caiu do lado esquerdo para Paulo Victor, que domina e tenta o chute cruzado, com a bola passando muito próximo do travessão alvirrubro.

Já nos acréscimos, aos 49, Vinícius pegou a bola ainda no campo de defesa e saiu em disparada puxando o contra-ataque... Entrou na área e cruzou rasteiro com a bola passando por toda a pequena área, mas Kieza não conseguiu chegar para empurrar pras redes.

Na volta da etapa complementar, o time carioca já deu o cartão de visita logo no primeiro minuto. Pedro Castro recebeu passe na intermediária e soltou o pé em chute a meia altura, no cantinho, mas Alex Alves se esticou para espalmar para o lado e evitar o empate.

A pressão botafoguense seguia forte e só não empatou graças ao goleiro Alex Alves. Aos dez, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Pedro Castro que finalizou por duas vezes livre de marcação, mas em ambas parou no arqueiro alvirrubro, que fez defesas incríveis, à queima roupa.

O Náutico só conseguiu respirar aos 14, quando Vinícius individualizou pela esquerda e cruzou na medida para Kieza cabecear livre, mas mandar por cima da meta do goleiro Douglas Borges. Os alvirrubros queriam o segundo gol para sacramentar a vitória. Aos 21, Erick fez uma bela jogada indo à linha de fundo, entrando na área; mas, ao invés de cruzar, cortou o lateral Paulo Victor, que deu um pontapé no atacante timbu: pênalti. Na cobrança, Kieza acabou parando no goleiro Douglas Borges, que fez a defesa.

A chance desperdiçada motivaria o Botafogo, que em seguida encontrou o gol de empate. Aos 29, após saída de bola errada de Camutanga, Rafael Moura recupera a posse e rola para Diego dentro da área... Que ao invés de chutar, preferiu tocar para Felipe Ferreira finalizar com mais liberdade e empatar o placar: 1x1.

Aos 42, o lateral-esquerdo Paulo Victor cometeu novo pênalti. Desta vez, em cima do lateral-direito Hereda. Jean Carlos foi para a cobrança da penalidade e mandou a bola no ângulo, sem chance alguma para Douglas Borges: 2x1.

Ainda daria tempo de o Timbu ampliar o placar. Aos 50, Alex Alves deu um chutão ligando o contra-ataque para Paiva... O atacante paraguaio disparou e soltou uma bomba para dar números finais a partida: 3x1.

Com a vitória, o Náutico mantém os 100% de aproveitamento e lidera de forma isolada a Série B. 

Ficha do jogo

NÁUTICO

Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner Leonardo e Bryan; Matheus Trindade (Luiz Henrique), Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos; Erick (Paiva), Vinícius e Kieza (Giovanny). Técnico: Hélio dos Anjos.

BOTAFOGO

Douglas Borges; Warley (Daniel Borges), Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama, Pedro Castro (Rafael Moura), Chay (Diego Gonçalves), Marco Antônio (Felipe Ferreira) e Guilherme Santos (Barreto); Rafael Navarro. Técnico: Marcelo Chamusca.

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Frederico Soares Vilarinho (ambos de MG)
Gols: Pedro Castro (contra), aos 15 do 1º Tempo. Felipe Ferreira, aos 29; Jean Carlos, aos 44; e Paiva, aos 50 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Vinícius, Camutanga, Wagner Leonardo, Hereda (NÁU) e Warley, Rafael Carioca, Kanu, Pedro Castro, Guilherme Santos (BOT).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.