TRE-PE

Veja como denunciar irregularidades nas eleições 2020

"A ajuda dos eleitores é fundamental para que a gente tenha informações", explicou o Procurador Regional Eleitoral de Pernambuco


Veja como denunciar irregularidades nas eleições 2020

Conteúdos com indícios de fraude eleitoral publicados na internet foram alvo de 190 denúncias, no último mês - Foto: Marcelo Camargo/NE10 Interior

Com informações da Agência Brasil

Em casos de irregularidades, durante este dia de votação, o eleitor pode denunciar ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). "A ajuda dos eleitores é fundamental para que a gente tenha informações", explicou o Procurador Regional Eleitoral de Pernambuco, Wellington Saraiva. Confira quais são as formas de denunciar:

>> Sabe onde vai votar? Veja como consultar se houve mudança no local de votação

 

 

 

>> TRE-PE destaca "eleição histórica" e importância de votar

>> Eleições 2020: Não vai poder votar? Veja como justificar

>> Eleição 2020: veja o que levar e o que não levar para a votação

>> Eleições 2020: saiba o que pode e o que não pode no dia da votação

 

Fraude eleitoral na internet:

Conteúdos com indícios de fraude eleitoral publicados na internet foram alvo de 190 denúncias, no último mês, na plataforma lançada pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela SaferNet Brasil. O levantamento se refere ao período de 18 de outubro, quando a plataforma entrou no ar, até a última sexta-feira (13). 

As informações comunicadas à Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos vão subsidiar a atuação dos membros do Ministério Público Eleitoral na fiscalização do pleito municipal e no combate à desinformação.

Os problemas relatados por eleitores dizem respeito a 96 casos diferentes, com possíveis indícios de fraudes eleitorais. Os outros 94 registros foram duplicados, relativos a esses mesmos casos. As principais situações noticiadas pelos cidadãos na plataforma se referem a empresas que vendem serviço de disparo em massa pelo WhatsApp, pesquisas eleitorais falsas ou irregulares (sem registro na Justiça Eleitoral) e conteúdos enganosos sobre a segurança das urnas eletrônicas. Este ano, a atribuição originária para atuar na fiscalização das eleições municipais é dos promotores eleitorais.

A maior parte das representações foram feitas em São Paulo (59 casos), Paraná ( 58) e Rio de Janeiro (16) Na Bahia foram feitas 14 representações e em Minas Gerais foram 9 registros de denúncias.

 

>> Votação começa com boa presença de eleitores no horário prioritário em Pernambuco

>> Votação no domingo para prefeitos e vereadores deve ser rápida e fácil

>> Saiba o que pode e o que não pode fazer na reta final das eleições

>> Confira o que abre e fecha no domingo de eleições e feriado da Proclamação da República em Caruaru

>> Por conta da covid-19, eleitores vão precisar seguir protocolos de segurança na hora da votação

>> Saiba o que abre e fecha neste domingo de eleições e feriado da Proclamação da República

>> Confira o esquema de ônibus e metrô para as eleições municipais no Grande Recife

 

Central

A Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos é mais um canal de representação para os eleitores. Ao acessar a página e selecionar a opção “Fraude Eleitoral”, é possível reportar qualquer tipo de conteúdo encontrado na internet (imagens, vídeos, textos, áudios) que apresente indícios de fraude ou crime eleitoral. Basta o cidadão informar a unidade da federação onde a prática foi verificada, incluir o endereço do site e, se achar necessário, adicionar um comentário.

A denúncia é anônima e passará a integrar o banco de dados da SaferNet. O grande diferencial da plataforma é que, no momento em que o cidadão registra sua representação, as imagens e os conteúdos do site mencionado são gravados, garantindo o rastreio das informações, mesmo que eles sejam apagados ou editados posteriormente.

Além da Central Nacional de Denúncias da SaferNet, os eleitores também podem relatar a ocorrência de ilícitos eleitorais – sejam eles praticados na internet ou não – por meio do MPF Serviços (site ou aplicativo) e, pessoalmente, nas Salas de Atendimento ao Cidadãos das unidades do MPF nos estados e municípios. Também é possível enviar representações por meio do aplicativo Pardal da Justiça Eleitoral.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.