GRANDE RECIFE

Centenas de peixes são encontrados mortos no Canal do Fragoso, em Olinda

Pescadores e moradores da área acreditam que os animais estão morrendo por falta de oxigênio

Centenas de peixes são encontrados mortos no Canal do Fragoso, em Olinda

Centenas de peixes apareceram mortos no Canal do Fragoso, em Olinda, no Grande Recife, nesta terça-feira (9). - Foto: Reprodução / TV Jornal

Centenas de peixes apareceram mortos no Canal do Fragoso, em Olinda, no Grande Recife, nesta terça-feira (9). Durante a manhã, técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente estiveram no local para avaliar a situação.

>>> Saiba como se prevenir da Síndrome de Haff, a doença da Urina Preta

>>> Síndrome de Haff: Pernambuco registrou 15 casos da doença da urina preta, nos últimos cinco anos

>>>Morre no Recife mulher com suspeita de Síndrome de Haff, a doença da urina preta

Pescadores e moradores do local acreditam que os animais estão morrendo por falta de oxigênio. O repórter Emerson Pereira, do programa Por Dentro com Cardinot, conversou com o representante da Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, Rodolfo Aureliano, sobre o assunto. 

"Nosso laboratório está providenciando uma coleta da água para amanhã. Vamos analisar e identificar a origem da morte dos peixes. O resultado deve sair na faixa de uma semana", avaliou Rodolfo. 

Veja na reportagem

Existe risco em comer os peixes?

Pelo o que Rodolfo Aureliano observou no local, teria risco sim de se contaminar através do peixe. "Não recomendamos em hipótese nenhuma o consumo desses peixes. Tal fato pode desencadear desde uma intoxicação até problemas intestinais mais agravados", esclareceu. 

Tire suas dúvidas

Nota da CPRH na íntegra

Nesta terça-feira (09/03), a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), por meio da Gerência da Unidade de Controle de Esgotamento Sanitário e Resíduos Urbanos, realizou vistoria no Canal do Fragoso, localizado no município de Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), a fim de identificar as causas da mortandade de milhares de peixes na localidade. A equipe apontou baixos níveis de oxigênio no canal que devem estar relacionados ao descarte irregular do esgoto sanitário em rede de drenagem pluvial que deságua no canal do Fragoso. Para comprovar a autenticidade das suspeitas, amanhã uma equipe do Laboratório da CPRH irá ao local para fazer a coleta da água para análise

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.