INVESTIGAçãO

Técnicos da CPRH coletam água do Canal do Fragoso para investigar morte de peixes

As tilápias começaram a aparecer mortas no canal há duas semanas. Os peixes já estão apodrecendo


Técnicos da CPRH coletam água do Canal do Fragoso para investigar morte de peixes

Centenas de peixes apareceram mortos no Canal do Fragoso, em Olinda, no Grande Recife, nessa terça-feira (9) - Foto: Reprodução / TV Jornal

Após centenas de peixes aparecerem mortos no Canal do Fragoso, em Olinda, no Grande Recife, técnicos da Agência Pernambucana de Meio ambiente (CPRH) coletaram a água do canal para realizar uma investigação. Segundo informações, as tilápias começaram a aparecer mortas no canal há duas semanas. 

Um vídeo divulgado nas redes sociais fez o assunto repercutir. Na manhã desta quarta-feira (10), a equipe de reportagem da TV Jornal informou que o mau cheiro era grande no local. Enquanto uns peixes boiavam mortos na água, outros tentavam sobreviver desesperadamente. 

>>Centenas de peixes são encontrados mortos no Canal do Fragoso, em Olinda

 

Laudo

Equipes da Secretaria de Meio ambiente da Prefeitura de Olinda estiveram no local mais cedo. Segundo o engenheiro de pesca, Rubem Amorim, a prefeitura vai retirar os peixes mortos e vai aguardar o laudo da CPRH sobre o que poder provocado a morte deles.

Fata de oxigênio

Os moradores acreditam que a falta de oxigênio na água é um dos fatores que têm provocado a morte dos peixes. Segundo eles, a baronesa impede a respiração dos peixes e de outros animais. A equipe de reportagem flagrou um jacaré em meio à vegetação. 

Tilápia

Em entrevista à reportagem, um morador afirmou que a neta se intoxicou depois de comer a tilápia do canal. Segundo Rubem Amorim, independentemente da causa da morte, o consumo da tilápia do canal do fragoso não é recomendado, já que a água é bastante poluída.

Análise

O repórter Emerson Pereira, do programa Por Dentro com Cardinot, conversou com o representante da Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, Rodolfo Aureliano, sobre o assunto. 

"Nosso laboratório está providenciando uma coleta da água para amanhã. Vamos analisar e identificar a origem da morte dos peixes. O resultado deve sair na faixa de uma semana", avaliou Rodolfo. 

Nota da CPRH na íntegra

Nesta terça-feira (09/03), a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), por meio da Gerência da Unidade de Controle de Esgotamento Sanitário e Resíduos Urbanos, realizou vistoria no Canal do Fragoso, localizado no município de Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), a fim de identificar as causas da mortandade de milhares de peixes na localidade. A equipe apontou baixos níveis de oxigênio no canal que devem estar relacionados ao descarte irregular do esgoto sanitário em rede de drenagem pluvial que deságua no canal do Fragoso. Para comprovar a autenticidade das suspeitas, amanhã uma equipe do Laboratório da CPRH irá ao local para fazer a coleta da água para análise.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.