PGE-PE

Governo do Estado promete salário mínimo e auxílios a feridos em protesto no Recife

A reunião foi realizada na sede da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco

Governo do Estado promete salário mínimo e auxílios a feridos em protesto no Recife

Ajuda será dada até que uma indenização seja definida. - Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

A reunião realizada nesta quarta-feira (2), na sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE-PE) com os familiares dos feridos em ato contra o governo Bolsonaro no último sábado (29) no Recife, terminou agora há pouco. Segundo os familiares das vítimas, ficou acertado que os feridos irão receber do Governo de Pernambuco um auxílio emergencial no valor de um salário mínimo (R$ 1.100), auxílio alimentação e auxílio saúde até que uma indenização seja definida. 

O acordo foi feito entre parentes do adesivador Daniel Campelo da Silva, de 51 anos, e do arrumador de contêiner Jonas Correia de França, 29, e a Procuradoria Geral do Governo de Pernambuco (PGE-PE). As vítimas, que não participavam do protesto, foram atingidas nos olhos por balas de borracha disparadas pelos policiais militares.

A reunião 

A reunião aconteceu na sede da PGE-PE, situada no bairro de Santo Antônio, área central da capital pernambucana, a portas fechadas, com a presença do procurador-geral do Estado de Pernambuco, Ernani Medicis, o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e o Secretário Executivo de Defesa Social, Humberto Freire de Barros.

As vítimas

As vítimas foram baleadas por policiais militares que dispararam balas de borracha, bombas de efeito moral e spray de pimenta em manifestantes, que faziam um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro. Quanto Jonas quanto Daniel não estavam na manifestação, apenas passavam pelo local. Os dois foram atingidos nos olhos. Jonas deve passar por uma cirurgia ainda hoje no olho direito. Já Daniel recebeu alta ontem no fim da tarde, mas a família ainda sofre vendo as imagens da violência que ele sofreu.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.