Perigo

Moradores denunciam risco de deslizamento de barreiras em Camaragibe

Segundo os residentes, nenhuma obra de contenção de barreiras foi feita nos locais de risco

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 20/08/2019 às 9:30
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

O período de chuvas fortes está acabando, mas os problemas para quem vive nos morros da Região Metropolitana do Recife parecem não ter fim. Pouco mais de dois meses depois de uma tragédia que soterrou sete pessoas, seis da mesma família, em Camaragibe, é possível encontrar outros casos de barreiras que ameaçam deslizar.

Pessoas ainda estão vivendo à beira do abismo e correndo risco de vida e, infelizmente, grande parte é ignorada pelo poder público. Segundo moradores do Alto de Santo Antônio, nenhuma obra de contenção foi feita nas barreiras que apresentam risco de deslizamento. "Não fizeram uma solução definitiva. Apenas ficam recapeando com as lonas", contou Israel Rocha.

>>> Chuvas deixaram 12 mortos e mais de 1 mil desalojados no Grande Recife

>>> Confira outros bairros que vivem com o risco de quedas de barreiras

>>> Nova barreira com risco de queda preocupa moradores de Camaragibe

Confira a reportagem

Mobilidade prejudicada

Para todos os residentes da área é difícil se locomover. A situação é pior ainda para quem é deficiente físico, como Dona Severina dos Prazeres, que é cadeirante. Ela mora há pouco meses no Alto de Santo Antônio e passa sufoco. "É um sacrifício. Fui socorrida uma vez com pressão alta e com o estômago inchado, foi um sacrifício para passar por aqui", contou.

Nota

A Prefeitura de Camaragibe informou que equipes estão trabalhando nas obras do bairro dos Estados, onde ocorreram as mortes. Uma equipe técnica está realizando o levantamento de dados para a elaboração de projetos na Rua 13 de Maio e no Alto Santo Antônio. O próximo passo é a captação de recursos. Quanto à colocação de plásticos, a Prefeitura informou que se trata de uma medida paliativa para evitar que as encostas fiquem encharcadas e causem novos deslizamentos.