ISOLAMENTO SOCIAL

Coronavírus: Pernambuco analisa ampliar distância social por causa do comportamento das pessoas

‘’Essas ações serão anunciados em um momento oportuno e na medida certa’’, disse o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo

Coronavírus: Pernambuco analisa ampliar distância social por causa do comportamento das pessoas

O secretário estadual de saúde, André Longo, informou sobre as medidas contra o coronavírus - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

O secretário estadual de saúde, André Longo, revelou em coletiva online, nesta sexta-feira (08), que Pernambuco discute a ampliação o distanciamento social devido ao comportamento da população. Com um aumento diário, o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no Estado atingiu 11.587, sendo 927 mortes pela covid-19.

‘’Estamos discutindo diariamente a necessidade de manter e ampliar o isolamento e o distanciamento social. Pernambuco foi um dos primeiro adotar mais rígidas… Pelo comportamento que estamos observando nas ruas da Região Metropolitana do Recife, precisamos intensificar as medidas’’, revelou o secretário. 

Serviços essenciais

Ainda de acordo com André Longo, as novas medidas não irão afetar os serviços essenciais - Ou seja, farmácia, supermercado, postos de gasolina e alguns outros setores continuarão funcionando -, além de reforçar que houve fake news sobre o assunto.

‘’Essas ações serão anunciados em um momento oportuno e na medida certa, sempre amparadas nas evidências científicas. Os serviços essenciais jamais serão afetados. Não acreditem em fake news’’, afirmou. 

Lockdown

O juiz Breno Duarte Ribeiro de Oliveira, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital, negou o pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para determinar o "lockdown" no Estado e na cidade do Recife, tornando mais rigorosas, as normas já impostas para conter o avanço do novo coronavírus.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.