AUXíLIO DE R$ 600

40% dos cadastrados no aplicativo da Caixa ainda não receberam terceira parcela do auxílio emergencial

Saiba como recorrer tenha o pedido do auxílio emergencial negado

40% dos cadastrados no aplicativo da Caixa ainda não receberam terceira parcela do auxílio emergencial

O auxílio emergencial foi prorrogado - Foto: Leonardo Sá - Agência Senado

Com informações de Lucas Moraes, do Jornal do Commercio

A terceira parcela do auxílio emergencial já começou a ser paga e a quarta etapa do auxílio de R$ 600, para os beneficiários do Bolsa Família, pode ser retirada na próxima semana. Mesmo assim, de acordo com a apuração do Jornal do Commercio, mais de 40% dos trabalhadores que se inscreveram pelo aplicativo da Caixa Econômica Federal ainda não receberam todas as parcelas ao auxílio emergencial prometidas pelo governo. 

>>Advogado explica previsão de resposta para quem não recebeu o auxílio de R$ 600 e pagamento da quarta e quinta parcela

Ainda de acordo com a apuração do Jornal do Commercio, 31 milhões de pessoas que receberam a primeira parcela no mês de abril já recebem a terceira parcela do auxílio emergencial, sendo que 20,5 milhões fazem parte dos trabalhadores informais, autônomos e desempregados que demandaram o cadastro e receberam a primeira parcela ainda em abril.

Leia mais no JC Online

Como recorrer do auxílio emergencial negado?

As pessoas que tiveram o auxílio emergencial de R$ 600 negado, poderão contestar remotamente à Defensoria Pública da União (DPU) para resolver esse e outros problemas. A ação é firmada com o Ministério da Cidadania e visa atender a população na tentativa de solucionar várias situações.

Auxílio emergencial dividido em 4 lotes

O pagamento do auxílio emergencial é dividido em 4 lotes de beneficiários. De acordo com a Caixa Econômica Federal, os beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo federal durante o enfrentamento da pandemia da covid-19 (novo coronavírus) estão divididos em quatro lotes. As informações são do vice-presidente da Rede de Varejo da Caixa Econômica Federal, Paulo Henrique Angelo Souza, durante coletiva virtual transmitida nas redes sociais do banco estatal. Clique aqui e entenda os lotes diferentes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.