EDUCAçãO

Com intenção de evitar horário de pico no transporte público, aulas na rede estadual em Pernambuco começarão mais tarde

As aulas presenciais retornam no dia 06 de outubro para os estudantes do ensino médio

Com intenção de evitar horário de pico no transporte público, aulas na rede estadual em Pernambuco começarão mais tarde

Mudança no horário é para evitar transportes público mais lotados - Foto: Bruno Campos/TV Jornal

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (30), o secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amancio, falou sobre uma mudança no horário de início das aulas presenciais, que retornam no dia 06 de outubro para os estudantes do ensino médio, considerando os horários de pico do transporte público. Em vez de iniciar entre 7h e 7h30, as atividades começarão entre 8h e 8h30. Ainda de acordo com secretário de Educação, a medida vai atender principalmente os alunos que residem na Região Metropolitana do Recife.

>>Governo de Pernambuco anuncia datas e como será o retorno das aulas presenciais

O retorno das aulas presenciais para o ensino básico está marcado para o dia 06 de outubro, começando com os estudantes que estão no 3º ano do ensino médio. Em seguida, será a vez do 2º ano, no dia 12 de outubro, e 1º ano, no dia 20 de outubro. A retomada é opcional, ou seja, os pais decidem se vão deixar seus filhos, menores de idade, retornarem às aulas presenciais.

Greve dos professores

Os professores da rede estadual de Pernambuco decidiram entre em greve, por conta da decisão do Governo de Pernambuco em permitir o retorno das aulas presenciais. Em assembleia realizada por meio de videoconferência, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) e mais de 1.500 professores e trabalhadores da rede estadual de ensino optaram por decretar a greve (antes, era estado de greve).

Já os professores da rede privada de Pernambuco decidiram entrar em estado de greve. Em entrevista ao Por Dentro com Cardinot, o presidente do sindicato das escolas particulares de Pernambuco (Sinepe-PE), José Ricardo Diniz, criticou o cronograma de retorno das aulas. Além do ensino médio, a volta das aulas presenciais estão autorizadas para o ensino superior e cursos técnicos, com protocolos de segurança contra o novo coronavírus. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.