FAKE NEWS

"Não é óleo", afirma Marinha sobre mancha do tamanho do Recife

Segundo o comandante da Marinha, Leonardo Puntel, a mancha escura vista em imagem de satélite, na Bahia, não é óleo

Foto: Divulgação/Reprodução
FOTO: Foto: Divulgação/Reprodução
Leitura:

A tragédia do óleo no litoral nordestino continua sendo investigada. Durante reunião na tarde dessa quarta-feira (30), na Sede da Capitania dos Portos, área central do Recife, o Ministro da Defesa do Brasil, Fernando Alves e Silva, concedeu entrevista coletiva para tratar do assunto.

>> Goiana é o 11º município pernambucano atingido pelo vazamento de óleo

>> Confira dados, locais, praias e rios atingidos pelo óleo em Pernambuco

É a segunda vez que o ministro vem ao Recife acompanhar os trabalhos relacionados ao desastre ambiental que atingiu todos os estados do Nordeste do país. Durante a coletiva, o comandante da Marinha, Leonardo Puntel, negou que a mancha encontrada na Bahia por imagens de satélite seja composta por petróleo. "Não é óleo. Pode ser até sombra de nuvem", afirmou Puntel.

>> Óleo: mais de 700 voluntários alegam problemas de saúde após contato

>> Mancha de óleo encontrada na Bahia é do tamanho do Recife, diz professor de matemática

Fake News

Leonardo Puntel, que está à frente da operação de monitoramento e combate ao vazamento, negou que uma mancha de óleo de 50 quilômetros de extensão estaria no oceano, se aproximando do Litoral Sul da Bahia. Essa notícia circulou ontem e deixou muita gente preocupada.

Balanço

Pernambuco já recolheu 1.546 toneladas de óleo, nos últimos 14 dias. De acordo com balanço do Governo do Estado, as manchas atingiram 47 praias e 8 rios desde o Litoral Sul até o Litoral Norte. O material recolhido foi entregue ao Centro de Tratamento de Resíduos Pernambuco, localizado no município de Igarassu, no Grande Recife.