NOVAS MEDIDAS

Coronavírus: Governo de Pernambuco proíbe aglomeração com mais de 10 pessoas e contrata 4.729 profissionais de saúde

O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (23)

Coronavírus: Governo de Pernambuco proíbe aglomeração com mais de 10 pessoas e contrata 4.729 profissionais de saúde

Uma série de medidas foi anunciada nesta segunda pelo governador Paulo Câmara - Foto: Yacy Ribeiro/ JC Imagem

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (23), a proibição de reuniões e aglomerações para grupos com mais de 10 pessoas, com o objetivo de combater a pandemia do novo coronavírus. Além dessa medida, também foi determinado a contratação de 4.729 profissionais da área de Saúde e a abertura de duas seleções públicas.

Ao todo, serão contratados 430 médicos e 1.552 outros profissionais de diversas áreas, aprovados no último concurso. Segundo o governo, a primeira seleção, para a Secretaria de Saúde tem previsão para 160 vagas para médicos e 1.917 vagas em outros cargos. Já a segunda seleção, será feita pela Universidade de Pernambuco (UPE) e vai contratar 65 médicos e 605 para profissionais como enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, biomédicos, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem, entre outros.

Mototáxis

Além das reuniões com mais de dez pessoas, o governo proibiu também o transporte de passageiros em mototáxis. 

Ajuda

Durante o anúncio, o governador Paulo Câmara informou que o Estado está repassando R$ 11 milhões para ajudar as ações de Saúde e Assistência Social dos municípios pernambucanos.

Coronavírus em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) atualizou os números da Covid-19, em um boletim divulgado nesse domingo (22), e revelou que Pernambuco tem 37 casos confirmardos de coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram quatro novos casos. No Brasil, 1546 pessoas foram infectadas com o vírus.

Ainda de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), foram três no Recife e um em Olinda. Além disso, são três casos prováveis, 310 casos em investigação e outros 375 já descartados pelos médicos.

COVID-19 no Brasil

Os dados divulgados, nesse domingo (22), pelo Ministério da Saúde, mostram que o número de mortes em decorrência do COVID-19, o novo coronavírus, subiu de 18 para 25.

Já o número de pessoas que contraíram o vírus passou de 1.128 para 1.546. Segundo a pasta, com a atualização, todos os estado brasileiros possuem casos do novo coronavírus.

Veja dicas de prevenção contra o coronavírus

* Higienize as mãos

Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Por quê? Esfregar as mãos ajuda a eliminar traços do vírus que podem estar presentes em lugares de uso comum.

* Mantenha distância social

Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Por quê? A tosse e o espirro propagam pequenas gotas de secreção e saliva que podem conter vírus. Com a proximidade, a chance de respirar ou ter contato essas gotículas aumenta.

* Evite tocar os olhos, o nariz e a boca

Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Por quê? As mãos estão em contato constante com superfícies que podem ser vetores de transmissão de vírus e bactérias. Mantê-las longe das mucosas diminui a chance de ficar doente.

* Pratique higiene respiratória

Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Por quê? Gotículas de saliva e secreção são vetores do Covid-19. Evitar que outras pessoas entrem em contato com saliva contaminada evita não apenas o coronavírus, mas uma série de doenças respiratórias.

* Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente

Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Por quê? Apesar de serem sintomas comuns, uma ação rápida pode evitar problemas mais sérios e o desenvolvimento de sintomas mais graves de infecções respiratórias.

* Uso de máscaras

Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras

Por quê? Apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A OMS recomenda o uso racional das máscaras.

* Fique bem informado e siga os procedimentos do Ministério da Saúde

Por quê? Autoridades nacionais e locais têm a informação mais atualizada sobre a situação de saúde na sua área. Tomar atitudes preventivamente ajuda o sistema de saúde a distribuir e compreender de maneira ágil a disseminação de qualquer doença.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.