ALERTA

''Acreditem na gravidade da situação'', afirma secretário após 1ª morte por coronavírus em Pernambuco

Além do óbito, novos casos da doença foram registrados na tarde desta quarta-feira (25)

''Acreditem na gravidade da situação'', afirma secretário após 1ª morte por coronavírus em Pernambuco

O secretário estadual de Saúde, André Longo - Foto: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM

Após a confirmação a primeira morte decorrente do novo coronavírus em Pernambuco, nesta quarta-feira (25), o secretário estadual de saúde de Pernambuco, André Longo, alertou a população sobre a gravidade da Covid-19. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, foram registrados quatro novos casos, nas últimas 24h, e o número subiu para 46 confirmações, distribuídas por seis municípios do Estado, além de ocorrência em pacientes de outro Estado (1) e países (3). 

>>>''Brasil está sem comando", critica Paulo Câmara após pronunciamento de Jair Bolsonaro<<<

"Este óbito só reforça o que estamos dizendo diariamente: fiquem em casa e sigam as orientações das autoridades sanitárias e especialistas que têm tratado esta questão com a importância e responsabilidade que ela merece. Acreditem na gravidade da situação e sigam as orientações do Governo do Estado. Cada um de nós tem a opção de escolher ser um agente de proteção, ou de transmissão. Ficar em casa, neste momento, significa salvar vidas. O momento exige consciência e responsabilidade de todos”, afirma.

Orientações

O secretário também pediu para que a sociedade continue seguindo as orientações do Governo de Estado.

Primeira morte em PE

A vítima é um idoso de 85 anos, que estava internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife. De acordo com a SES-PE, ele apresentou os primeiros sintomas no dia 18 de março e ficou internado até a última sexta-feira (20).

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.