PREVENçãO

Coronavírus: Recife tem sanitização em locais públicos neste sábado

Para marcar 10 mil procedimentos já realizados, imóveis da rede de assistência social do município serão sanitizados contra o coronavírus


Coronavírus: Recife tem sanitização em locais públicos neste sábado

A Prefeitura do Recife usou a técnica para desinfectar Restaurante Popular, neste sábado (18), em combate à disseminação do novo coronavírus - Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Diariamente, a Prefeitura do Recife vem promovendo a desinfecção de cerca de 500 locais de grande fluxo de pessoas, como forma de ajudar a conter a disseminação do novo coronavírus. Mais de 100 profissionais participam da operação.

O Recife foi a primeira capital do Nordeste a utilizar a sanitização em lugares públicos.

A desinfecção

O processo de sanitização consiste na aplicação de um desinfetante com ação viricida de alto nível, cuja ação tem início em até cinco minutos e o efeito residual atua por 24 horas.

Com os devidos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), 100 Agentes de Saúde Ambiental e Controle de Endemias (Asaces) e outros profissionais das equipes da Vigilância Ambiental do Recife são responsáveis por desinfectar cerca de 200 equipamentos de saúde, mais de 200 paradas de ônibus e estações de BRT, terminais integrados de passageiros, a sede da Prefeitura, mercados públicos, equipamentos da assistência social, entre outros lugares estratégicos.

Restaurante popular

Para marcar os 10 mil procedimentos de sanitização já realizados na cidade, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife aplica, neste sábado (18), a técnica reconhecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no enfrentamento ao novo coronavírus, no Restaurante Popular Josué de Castro, no bairro de São José, área central do Recife.

Também serão sanitizados, neste sábado, os demais equipamentos que fazem parte da rede de assistência social do município, como o outro restaurante popular e o abrigo noturno para população em situação de rua, os Centros de Referência e os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Cras e Creas), os Centros Especializados para População em Situação de Rua (Centro POP) e as casas de acolhimento institucional gerenciadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife.

Balanço

Desde o último dia 28, quando a Sesau começou a usar a técnica da sanitização, já foram feitas 10 mil visitas. O cronograma das atividades é dividido em três turnos, de segunda a sexta-feira, e nos fins de semana, em regime de plantão. Por dia, são empregados cerca de 10 mil litros da solução desinfetante com ação viricida de alto nível.

Plano de combate à Covid-19

Como o vírus pode permanecer por algumas horas em superfícies como metal, vidro ou plástico, o processo de desinfecção química pode inativar qualquer agente viral presente nos ambientes que ofereçam riscos à proliferação da covid-19. A estratégia implementada pela Secretaria de Saúde do Recife faz parte do Plano Municipal de Contingência Covid-19 e é um complemento à higienização dos locais, não substituindo a limpeza regular que já é feita rotineiramente em cada um dos espaços visitados.

>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.