COVID-19

Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600

Veja também como proceder, caso não esteja inscrito

Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600

O auxílio, anunciado pelo governo Federal na quarta-feira (1º), será pago a trabalhadores informais, autônomos, desempregados, trabalhadores com contratos intermitentes e microempreendedores individuais (MEIs) - Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Com informações do JC Online

Para receber o auxílio emergencial de R$ 600, durante a pandemia do coronavírus, um requisito é estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). O auxílio, anunciado pelo Governo Federal na quarta-feira (1º), será pago a trabalhadores informais, autônomos, desempregados, trabalhadores com contratos intermitentes e microempreendedores individuais (MEIs). 

>> Veja se você está inscrito no CadÚnico para receber R$ 600 do auxílio aos informais

>> Entenda se você tem direito e como será pagamento de auxílio de R$ 600

>> MP: veja como vai funcionar redução de salário e suspensão de contrato

>> Prazo final de saque do PIS/Pasep é antecipado; saiba se tem direito

Como saber se está inscrito

Para saber se você está inscrito no CadÚnico, é preciso acessar o portal do Ministério da Cidadania ou baixar o aplicativo Meu CadÚnico e realizar a consulta.

Para que serve

Por meio do CadÚnico, o governo já realiza a inclusão de famílias de baixa renda em programas sociais como o Bolsa Família, a Tarifa Social de Energia Elétrica, o Programa Minha Casa Minha vida, a Bolsa Verde e outros. Além disso, o cadastro será utilizado para a seleção de beneficiários do auxílio emergencial.

Se não estiver inscrito tem auxílio?

Se você se encaixa no perfil para receber o auxílio emergencial e não está no Cadastro Único, pode fazer uma autodeclaração pela internet, em um sistema. Segundo o portal do Ministério da Cidadania, essa solução será divulgada em breve. 

>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

Balanço do coronavírus

O número de casos confirmados pelo novo coronavírus no país subiu para 7.910, nessa quinta-feira (2), de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de mortes por covid-19 chegou a 299. Nas últimas 24 horas, mais de mil pessoas infectadas com a covid-19 foram confirmadas (eram 6.836), além de 59 mortes (eram 40), sendo uma da vítimas em Pernambuco.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, também nessa quinta-feira (02), 11 novos casos da Covid-19 no Estado. Com a atualização, o Estado contabiliza 106 ocorrências pelo novo coronavírus. Com mais 1 óbito confirmado, o número subiu para 9.

Veja dicas de prevenção contra o coronavírus

* Higienize as mãos

Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Por quê? Esfregar as mãos ajuda a eliminar traços do vírus que podem estar presentes em lugares de uso comum.

* Mantenha distância social

Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Por quê? A tosse e o espirro propagam pequenas gotas de secreção e saliva que podem conter vírus. Com a proximidade, a chance de respirar ou ter contato essas gotículas aumenta.

* Evite tocar os olhos, o nariz e a boca

Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Por quê? As mãos estão em contato constante com superfícies que podem ser vetores de transmissão de vírus e bactérias. Mantê-las longe das mucosas diminui a chance de ficar doente.

* Pratique higiene respiratória

Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Por quê? Gotículas de saliva e secreção são vetores do Covid-19. Evitar que outras pessoas entrem em contato com saliva contaminada evita não apenas o coronavírus, mas uma série de doenças respiratórias.

* Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente

Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Por quê? Apesar de serem sintomas comuns, uma ação rápida pode evitar problemas mais sérios e o desenvolvimento de sintomas mais graves de infecções respiratórias.

* Uso de máscaras

Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras

Por quê? Apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A OMS recomenda o uso racional das máscaras.

* Fique bem informado e siga os procedimentos do Ministério da Saúde

Por quê? Autoridades nacionais e locais têm a informação mais atualizada sobre a situação de saúde na sua área. Tomar atitudes preventivamente ajuda o sistema de saúde a distribuir e compreender de maneira ágil a disseminação de qualquer doença.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.