BENEFíCIO

Coronavírus: entenda o calendário de pagamento do auxílio de R$ 600

Governo iniciou depósitos para mulheres chefes de família

Coronavírus: entenda o calendário de pagamento do auxílio de R$ 600

Auxílio emergencial já foi pago a 5,9 milhões, diz ministro - Foto: Marcello Casal Jr- Agência Brasil

Com informações da Agência Brasil

Os primeiros pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600, por causa da pandemia do novo coronavírus estão sendo realizados para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico).

Os beneficiários do Bolsa Família que estão contemplados como auxílio emergencial começam a receber a partir do dia 16 e os trabalhadores informais, que tiverem que fazer o pedido pelo aplicativo disponibilizado pelo governo, também começam a receber esta semana, por meio da conta bancária já informada no cadastro ou por uma conta digital a ser criada pela Caixa, para quem não tiver informado a conta.

Até essa terça-feira (14), um total de 33,7 milhões de cadastros foram feitos no aplicativo para informais. O Ministério da Cidadania calcula que, dos inscritos no CadÚnico, cerca de 51,4 milhões de pessoas poderão receber o auxílio.  

Calendário para saque

Para o beneficiário do auxílio emergencial que preferir realizar o saque do recurso, o governo elaborou um calendário de retiradas em espécie, que começa em 27 de abril e vai até 5 de maio, a depender da data de nascimento do beneficiário:

  • 27 de abril: pessoas que nasceram em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril: nascidos em março e abril
  • 29 de abril: nascidos em maio e junho
  • 30 de abril: nascidos em julho e agosto
  • 4 de maio: nascidos em setembro e outubro
  • 5 de maio: nascidos em novembro e dezembro

Mães chefes de família

O ministro Onyx Lorenzoni também informou que pouco mais de três milhões de mulheres que são chefes de família também começaram a receber o auxílio emergencial nessa terça-feira (14).

O total de recursos para o pagamento da primeira parcela chega a R$ 2,8 bilhões. As mães monoparentais, que criam seus filhos com menos de 18 anos sozinhas, receberão a primeira parcela de R$ 1.2 mil. Nesse grupo estão 1,1 milhão de chefes de família. Para as mulheres sem marido ou companheiro, que vivem com crianças ou adolescentes de até 18 anos e se enquadram nos critérios da lei, o valor chega a R$ 1,8 mil. O total de famílias que se enquadram neste grupo é de 181.059, segundo o Ministério da Cidadania. Há, ainda, 1,5 milhão de mães que receberão os R$ 600 da primeira parcela.     

>> Confira novo calendário da Caixa para o pagamento do auxílio de R$ 600

>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber

Balanço

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenxzoni, informou nessa terça-feira (14) que o governo já executou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para mais de 5,9 milhões de pessoas. Esse total leva em conta o pagamento a 2,6 milhões de beneficiários na semana passada, que foi o primeiro grupo a receber, e mais 3,3 milhões que tiveram o crédito realizado nesta terça-feira.

Para o pagamento a essas 3,3 milhões de pessoas, que não tinham conta em banco, a Caixa Econômica Federal abriu uma conta poupança digital individualizada. Essa conta poderá realizar transações bancárias, como transferência, sem custo adicional para o beneficiário. 

"Esses 3,371 milhões [que receberam hoje] estão bancarizados, porque eles não tinham conta bancária. Eles estão com poupanças digitais abertas na Caixa Econômica Federal, em um trabalho que tudo sinaliza que vamos chegar na casa de 20 milhões de brasileiros, para que vocês entendam a complexidade do que nós estamos fazendo", informou o ministro durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto, para atualizar as ações do governo de combate à pandemia do novo coronavírus.  

>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.