CORONAVÍRUS

Profissional registra superlotação em ônibus em 1º dia de quarentena

A profissional de saúde fez imagens que mostram aglomeração, dentro de um coletivo, desde as 5h20, contrariando as normas de prevenção ao coronavírus

Profissional registra superlotação em ônibus em 1º dia de quarentena

Imagens são da linha Igarassu/ Dantas Barreto - Foto: Cortesia

Na manhã deste sábado (16), início da quarentena em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife, a TV Jornal recebeu, pelo WhatsApp uma denuncia feita por Poliana Rosa, uma profissional de saúde que mora em Igarassu e trabalha no Recife. 

>> Quarentena: Imprima o modelo de declaração para comprovar que você faz parte das atividades essenciais no Grande Recife

>> Covid-19: quarentena começa e Recife terá fiscalização reforçada

Após uma espera de 40 minutos, ela registrou, por volta das 5h20, uma superlotação no ônibus que pega para trabalhar. Em vídeo e imagens, Poliana mostra a linha Igarassu/ Dantas Barreto lotada.

De acordo com com ela, houve uma espera de 40 minutos pelo transporte e desde, a Vila Saramandaia, onde mora, o ônibus trafegou com limite de pessoas muito acima do recomendado.

O coletivo também não foi submetido a nenhum tipo de fiscalização, durante o percurso, e a única exigência era a do motorista, que só autorizava a entrada de quem estivesse de máscara.

WhatsApp da TV Jornal

A TV Jornal está disponibilizando um número de WhatsApp para concentrar todas as sugestões de pauta  e denúncias dos telespectadores. Se você quiser mandar alguma foto ou vídeo para a nossa produção, pode enviar mensagens a qualquer hora do dia. Elas serão avaliadas e entraremos em contato. 

Se for fazer alguma denúncia, é importante mandar fotos e vídeos, se possível. Para enviar tanto as fotos quanto os vídeos, é ideal que ambos sejam feitos com o celular na posição deitada, a não ser que seja necessário fazer de outra forma. O número do WhatsApp da TV Jornal é 9 9168-0167.

>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.