SOLIDARIEDADE

Dona de casa emociona ao devolver carteira perdida com R$1.200 de auxílio por mãe de 5 filhos

Alexandra e os filhos estavam chorando em casa após terem perdido o dinheiro. O caso aconteceu no município de Altinho, no Agreste de Pernambuco.

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 01/05/2020 às 17:50
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Em meio a tantas notícias tristes por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o município de Altinho, no Agreste de pernambuco foi palco de uma boa ação de soliedariedade e empatia. É que uma mãe solteira de 5 filhos perdeu a carteira com os R$1.200 do auxílio emergencial, logo após ter sacado o dinheiro em uma lotérica da cidade, na última segunda-feira (27).

Desesperada em casa, Alexandra Dourado chorava com os filhos, depois de perceberem que haviam perdido o dinheiro. O que eles nã esperavam é que essa carteira havia sido encontrada por Dona Maria, outra dona de casa.

>>>Fisioterapeuta revela que solidariedade é o combustível no combate do novo coronavírus

>>>Prefeito reforça importância de solidariedade em tempos de coronavírus

Veja na reportagem

"O que chamou minha atenção foi o cartão do bolsa família, não foi nem o dinheiro", disse Ana Maria, completando "Eu pensei Meu Deus, eu também tenho filho, imagina você ficar nessa situação de pandemia, sem emprego e sem dinheiro e quando você vai receber, perde o dinheiro?".

Foi aí que ela saiu pelas ruas conversando e procurando a casa de Alexandra, e conseguiu entregar a carteira com dinheiro do benefício. "Quando cheguei lá, estavam todos na sala chorando, ela e os filhos. Ela não conseguia nem falar, me abraçou chorando", contou Ana Maria

"Na mesma hora eu voltei pro quarto e agradeci muito a Deus. Ainda tem muita gente honesta nesse mundo", afirmou Alexandra, que ficou bastante grata com a atitude.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

+VÍDEOS