DENúNCIA

'Agulhadas' no carnaval podem ter atingido 28 pessoas; ouça relato

TV Jornal

-Foto: Diego Nigro / JC Imagem

Durante o carnaval, alguns foliões procuraram atendimento em unidades de saúde denunciando que foram furados por agulhas nos focos de folia. Vinte e quatro pessoas deram entrada no Hospital Correia Picanço, na Tamarineira, Zona Norte do Recife, com perfurações nas costas, no braço ou nos ombros.

As vítimas, com idades entre 17 e 46 anos, foram atingidas em Olinda, no Galo da Madrugada e em outros polos da Região Metropolitana do Recife. Elas começaram a dar entrada no hospital no sábado de carnaval (2). Pelo menos 15 eram mulheres. 

Policial

Uma das vítimas foi um policial de 27 anos, que falou com nossa reportagem por telefone. Ele foi atingido pela agulhada quando brincava nos quatro cantos de Olinda.

Novo número

Na manhã desta quarta-feira (6), deram entrada no hospital mais quatro pessoas se queixando do mesmo problema. Se confirmada a agressão por agulha, o número de vítimas pode chegar a 28. Ainda segundo o diretor do hospital, o tratamento deve continuar após 28 dias.

A Polícia Civil de Pernambuco ainda não está investigando o caso, porque nenhuma vítima prestou queixa.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.