PANDEMIA

Após pandemia, mais de 90% dos pernambucanos pretendem manter novos hábitos

Relações de consumo devem sofrer o maior impacto nessa mudança de comportamento

Após pandemia, mais de 90% dos pernambucanos pretendem manter novos hábitos

Pesquisa revela novos hábitos dos pernambucanos - Foto: Wellington Lima/JC Imagem

A pandemia do novo coronavírus mudou vários hábitos em todo mundo. O uso se máscaras, lavar as mãos com álcool em gel, higienizar compras antes de guardá-las, são só algumas mudanças na rotina. Mas e depois que a situação for normalizada? O estudo concluiu que apenas 7% do grupo acredita que vai voltar a ter os mesmo hábitos que tinha antes da pandemia. A pesquisa foi feita pela Anima, empresa local de inteligência de marca, com 300 pernambucanos das classes sociais A, B, C e D. 

Ainda de acordo com a pesquisa, as relações de consumo vão sofrer forte impacto nos próximos meses. Ao todo, cerca de 90% dos entrevistados vão optar por refeições em casa e priorizando alimentos saudáveis. Em um hortifruti, na Zona Norte do Recife, o dono já percebeu um aumento na venda de produtos orgânicos. Além disso, ainda segundo o dono, uma tendência que chegou para ficar é a da venda por delivery.

 

>>Veja os setores que retornam nesta segunda (15) e os que já voltaram em Pernambuco

>>Reabertura do varejo de rua: Confira as regras e como ficam as lojas

Nas ruas do recife, o sentimento encontrado também foi o mesmo da pesquisa. As recomendações de higiene vão fazer parte do novo normal entre os recifenses. Além da questão de limpeza, várias pessoas também pretendem manter um hobby que aprendeu a valorizar ainda mais durante o isolamento.

Medidas

Para a biomédica, Evelyne Solinonio, é importante que a sociedade, de fato, adote as novas medidas de convivência.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.