INVESTIGAÇÃO

"Crime premeditado", afirma delegado sobre assassinato de policial em lanchonete no Recife

Nesta terça, a polícia divulgou detalhes das investigações que levaram à prisão dos dois suspeitos de envolvimento na morte do policial

A vítima tinha apenas 37 anos de idade - Foto: Reprodução/TV Jornal

Nesta terça-feira (12), a Polícia Civil divulgou detalhes das investigações que levaram à prisão dos dois suspeitos de envolvimento na morte do policial rodoviário federal, Eduardo Souza Lima Júnior, de 37 anos, em uma hamburgueria, que fica na avenida Norte, no Alto do Mandu. 

>>Dupla suspeita de matar policial em lanchonete no Recife se entrega à polícia

De acordo com o delegado, gestor do departamento, Bruno Magalhães, o crime foi premeditado após uma discussão no bar onde o policial estava com um grupo de amigos. Na ocasião, o delegado também afirmou que, a dupla suspeita de matar o policial, alegou ter agido em legítima defesa.

>>Sob forte comoção e dor, policial morto em lanchonete é enterrado em Santo Amaro

Contradição

Para a polícia, houve contradição por parte do irmão mais novo que dirigia a moto. O homem disse que não sabia que o irmão mais velho estava com intenção de matar o policial.

>>Vídeo mostra assassinato de policial em lanchonete na Zona Norte

Depoimento

Os dois irmãos envolvidos no crime identificados como Sávio Norberto Holanda de Souza, de 25 anos, e Darlison Lucas, de 19, prestaram depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Eles estavam acompanhados do advogado.

Prisão

Os dois homens suspeitos de ter assassinado a tiros o policial rodoviário federal, Eduardo de Lima Júnior, de 37 anos, na madrugada desse domingo (10), em uma lanchonete no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife, se entregaram à polícia hoje (11). 

Os suspeitos, que são irmãos, se apresentaram ao DHPP Sul, no bairro de Prazeres, Jaboatão dos Guararapes. Eles foram levados para o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife.

De acordo com o advogado dos suspeitos, eles confirmaram que se desfizeram da arma utilizado no crime. Ela teria sido jogada no Açude de Apipucos, na Zona Norte da cidade. A defesa dos suspeitos afirmou também que a procedência da arma não foi informada. Um dos irmãos, o que estava responsável por pilotar a moto no momento do assassinato, afirmou não saber da existência da arma. O delegado Ian Campos é quem está a frente e investiga o caso.

 

Passagem pela polícia

De acordo com as investigações, Darlison já tem passagem pela polícia por dois homicídios consumados no mês de agosto do ano passado, mas contra ele, não havia nenhum mandado de prisão.

Crimes

Os irmãos irão responder pelos crimes de tentativa de homicídio, já que duas pessoas foram baleadas na lanchonete e por homicídio consumado quadruplamente qualificado por motivo fútil, sem chances de defesa da vítima, por perigo comum e por a vítima ser agente de segurança pública.

Enterro

O corpo do policial rodoviário federal identificado como Eduardo de Souza Lima Júnior, de 37 anos, foi enterrado no bairro de Santo Amaro, na área central. Na ocasião, vários Policiais Rodoviários Federais foram dar o último adeus ao colega de farda.

De acordo com informações, o policial tinha sido transferido há poucos dias de Rondônia para trabalhar na sede da PRF aqui no Estado. Hoje pela manhã, a repórter Cinthia Ferreira conversou com a mãe dele. Ela disse que o filho vivia a melhor fase da vida. Durante conversa ainda, a mãe do policial afirmou que o filho não era de se envolver em confusão.

 

Revolta 

Na rua onde o policial foi nascido e criado, o sentimento é de revolta.

Vídeo

Câmeras flagraram o momento em que um policial Rodoviário Federal foi assassinado, durante uma discussão, em uma lanchonete, no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife, na madrugada desse domingo (10). As imagens mostram quando o assassino chega e atira contra a vítima. Em seguida, ele foge em uma moto, com o comparsa.

 

Relembre o crime

O crime aconteceu em uma hamburgueria, que fica na avenida Norte, no Alto do Mandu. O policial Rodoviário Federal Eduardo Souza Lima Júnior, 37 anos, estava com um grupo de amigos quando foi surpreendido por dois homens que chegaram atirando. O policial morreu na hora com dois tiros na cabeça. Segundo o delegado João Brito, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, o DHPP, a vitima teve um desentendimento com os seguranças deste outro bar, que também fica na avenida norte, só que no bairro de casa amarela.

 

Outras vítimas

O dono da lanchonete foi baleado na perna e na barriga. Foi socorrido para o Hospital da Restauração (HR), mas recebeu alta. Uma jovem que estava com o policial também foi baleada de raspão, mas não precisou de atendimento. Algumas testemunhas prestaram depoimento no DHPP sob forte esquema de segurança. Até o momento, ninguém foi preso.

Nota da Polícia Civil na íntegra

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar autoria e motivação do homicídio de um homem, 37 anos e a tentativa de um outro homem, 37 anos, ocorrido na madrugada deste domingo (10/01), no Alto do Mandu, Recife. Uma equipe da Força Tarefa, compareceu até o local e deu início às investigações. Uma equipe do Instituto de Criminalística também compareceu até o local. O caso está sendo investigado pelo DHPP.

Nota da PRF na íntegra

É com extremo pesar que comunicamos o falecimento do Policial Rodoviário Federal Eduardo Souza Lima Júnior, na madrugada deste domingo (10), em Recife/PE.

O PRF Souza Lima ingressou na Polícia Rodoviária Federal em 2016, tendo atuado na Delegacia de Ariquemes/RO e em diversas áreas estratégicas na sede da Superintendência em Rondônia. Há poucos dias, foi removido para atuar na sede da PRF em Pernambuco.

Souza Lima era natural de Recife, tinha 37 anos e deixa esposa e uma filha.

Seu falecimento, resultado da violência urbana que combatemos e que tanto custa à sociedade, entristece e indigna toda a nossa instituição. A PRF não ficará inerte e envidará os seus esforços para capturar e encaminhar os responsáveis por este ato covarde à justiça.

Manifestamos nossa solidariedade e irrestrito apoio à família enlutada e nosso sincero desejo de que Deus conforte seus familiares e amigos neste momento de dor.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.