GOLPE

Mulher é presa após usar nomes de autoridades para exigir dinheiro de estabelecimentos interditados

Segundo as investigações, a mulher cobrava dinheiro dos comerciantes para que os locais não permaneceram fechados

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 11/03/2021 às 11:25
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Uma mulher foi presa em flagrante suspeita de exigir dinheiro de donos de estabelecimentos interditados pelo Procon Pernambuco por não cumprirem as restrições impostas durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). De acordo com a polícia, a suspeita dizia ter influência sobre o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado de Pernambuco, Pedro Eurico, e também da gerente de fiscalização do Procon, Danyelle Sena.

Pelo menos, duas pessoas acabaram sendo vítimas do golpe em Pernambuco.

>>Cédulas falsas: Polícia Federal alerta para aumento de ocorrências

>>Aumenta número de vítimas de golpe do falso leilão em Pernambuco

Serviço

Ainda de acordo com a polícia, a mulher também oferecia aos comerciantes um serviço de desinterdição dos estabelecimentos autuados e até a retirada das multas aplicadas pelo órgão durante as blitzes.

+VÍDEOS