ZONA SUL DO RECIFE

Moradores do bairro do Ibura denunciam alagamentos, acúmulo de lixo e cratera na área


População conta que até carros já caíram dentro do canal localizado na Rua Rio Lage, no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife.

Caterine Costa de Oliveira
Caterine Costa de Oliveira
Publicado em 04/08/2021 às 17:30
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Moradores da Rua Rio Prado, localizada no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife, enfrentam dificuldades para transitar a pé e até mesmo com veículos, devido a constantes alagamentos e acúmulo de lixo na área.

Em meio à rua, existe um canal que confunde-se com a avenida, gerando transtornos e, em dias de chuva forte, impedem até mesmo os moradores de sair de casa.

O estofador André Erasmo, morador da rua, conta que até acidentes já aconteceram no local e que teme que a situação ocasione uma morte:

"Carro já caiu aqui dentro, a gente correu pra socorrer. Já caiu com a família com tudo".

Na maioria das casas da comunidade nota-se batentes para impedir que a água invada as residências.

O aposentado Ernades da Hora de 63 anos, que tem uma perna amputada, relata a dificuldade que enfrenta:

"Todo mundo aqui têm esse batente. Quando a água vem, não quer saber de nada. Não tem como a gente sair pra canto nenhum: quem está fora não entra, quem está dentro não sai para fora".

No começo de 2013 foi iniciada, no Canal da Prata, uma obra com orçamento de R$30 milhões, com a promessa de revitalização completa, inclusive das ruas no entorno.

Porém, o serviço finalizado no final de 2020 não contemplou parte da comunidade. De acordo com a população do local em denúncias feitas a Prefeitura do Recife, a informação que consta no órgão é que já teria sido concluído a obra de revitalização da rua.

Moradores também denunciam que a coleta de lixo na comunidade é escassa, o que gera grande acúmulo dos resíduos.

Em nota, a Autarquia de Urbanização do Recife - URB informou que está buscando recursos para executar a obra no trecho do canal da Rua do Prata.

Sobre a coleta de lixo, o órgão garantiu que o serviço está acontecendo normalmente e pede para a comunidade evite o descarte irregular.

Veja a reportagem:

Cratera

Além do problema de alagamento e do acúmulo de lixo, a população na Rua Rio Prado também sofre com uma cratera localizada no cruzamento com a Rua Sebastião Constantino da Silva.

Dentro do buraco existe lixo, pedaços de madeira e até um animal morto. O problema vem causando prejuízo para quem passa de carro pelo local, além de outros riscos.

A população conta que o problema foi causado devido a uma obra da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), por conta de um vazamento de um cano.

Ainda neste local, existe uma galeria aberta, que segundo residentes na comunidade, o problema persiste há anos.

Em resposta, a Compesa informou que fecharia o buraco ainda nesta quarta-feira (4), porém a reposição do asfalto só poderá ser feita quando houverem condições climáticas.

Veja a reportagem: