ACIDENTE

'No que fomos ajudar, o enxame começou e atacou todo mundo', diz vítima de ataque de abelhas em Boa Viagem

A comerciante Edileuza Santos, uma das quatro vítimas do ataque de abelhas, falou sobre o momento em que o acidente aconteceu

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 30/08/2021 às 16:40
Day Santos/TV Jornal
FOTO: Day Santos/TV Jornal
Leitura:

Em entrevista à TV Jornal, a comerciante Edileuza Santos, uma das quatro vítimas do ataque de abelhas no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, falou sobre o momento em que o acidente aconteceu. Durante o ataque, ela informou que viu a primeira vítima, um idoso de 66 anos, sendo atacado. "Percebi o taxista correndo cheio de abelha, em minha direção, pedindo socorro. No que fomos ajudar ele, começou o enxame na gente e atacou todo mundo”, disse. Edileuza Santos também afirmou que foi picada em várias partes do corpo. "Na mão, no nariz e umas três mordidas no rosto", contou.

O ataque ocorreu por volta das 7h30, desta segunda-feira (30). Segundo informações apuradas pela TV Jornal, as vítimas estavam em uma praça que fica entre as avenidas Domingos Ferreira e Visconde de Jequitinhonha, quando o enxame chegou. Os feridos foram atendidos pelo Samu no local. O idoso foi socorrido pelo Samu, para o hospital Hapvida, no Derby, na região Central do Recife.

Socorro

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram até o local para prestar socorro. A comerciante Edilene foi atendida no local e assinou um termo de liberação. Além dela e do taxista, outras duas pessoas foram socorridas, uma para a UPA da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, e não há informações sobre a outra.

>>Vídeo: Pessoas são atacadas por enxame de abelhas em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife

De acordo com os bombeiros, no último domingo (29), a pracinha que fica próxima à parada de ônibus foi capinada, o que teria feito com que as abelhas ficassem na área. O local foi isolado pelos militares, mas liberado em seguida.

+VÍDEOS