Golpe que circula há uma semana já fez 180 mil vítimas pelo Whatsapp


Entre as dicas repassadas pela Polícia Federal está o acesso ao site www.psafe.fom. Ao receber um link suspeito, a pessoa pode copiar o endereço e colar no site. O próprio site faz uma busca e revela se o link é malicioso ou não. De acordo com a Polícia Federal, o golpe circula na internet, há cerca de sete dias, e já fez mais de 180 mil vítimas em Pernambuco. A intenção dos criminosos, segundo o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, é acessar as senhas dos aplicativos bancários instalados no telefone da vítima. Dica Entre as dicas repassadas pela Polícia Federal está o acesso ao site www.psafe.fom. Ao receber um link suspeito, a pessoa pode copiar o endereço e colar no site. O próprio site faz uma busca e revela se o link é malicioso ou não. De acordo com a Polícia Federal, o golpe circula na internet, há cerca de sete dias, e já fez mais de 180 mil vítimas em Pernambuco. A intenção dos criminosos, segundo o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, é acessar as senhas dos aplicativos bancários instalados no telefone da vítima. Dica Entre as dicas repassadas pela Polícia Federal está o acesso ao site www.psafe.fom. Ao receber um link suspeito, a pessoa pode copiar o endereço e colar no site. O próprio site faz uma busca e revela se o link é malicioso ou não. De acordo com a Polícia Federal, o golpe circula na internet, há cerca de sete dias, e já fez mais de 180 mil vítimas em Pernambuco. A intenção dos criminosos, segundo o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, é acessar as senhas dos aplicativos bancários instalados no telefone da vítima. Dica Entre as dicas repassadas pela Polícia Federal está o acesso ao site www.psafe.fom. Ao receber um link suspeito, a pessoa pode copiar o endereço e colar no site. O próprio site faz uma busca e revela se o link é malicioso ou não.