SOLIDARIEDADE

Hospital de Câncer precisa de ajuda para continuar atendendo pacientes

Com a pandemia do coronavírus, o Hospital de Câncer de Pernambuco sofreu um aumento nos gastos e redução nas doações

Hospital de Câncer precisa de ajuda para continuar atendendo pacientes

Hospital de Câncer de Pernambuco integra ação nacional de combate ao câncer de pele - Foto: Acervo JC Imagem

Desde o início da pandemia do novo coronavírus (covid-19), as doações do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) diminuíram bastante.

O hospital funciona há 74 anos. Localizado no bairro de Santo Amaro, na área central do Recife, é uma instituição filantrópica e atende 50% dos pacientes oncológicos do Estado.

Situação difícil

A unidade de saúde se mantém com repasse dos SUS e com a ajuda que chega, por meio de doações. Sem elas, a situação está complicada. Os gastos com equipamentos de proteção individual (EPIs) e contratação de pessoal aumentaram, muito durante a pandemia.

Antes da pandemia, o gasto com EPI girava em torno de R$ 60 mil, por mês. Atualmente, segundo o hospital, está sendo 10 vezes maior.

Crise

O tratamento de pacientes que lutam contra o câncer não pode parar. Com a dificuldades financeiras e para evitar riscos de contaminação do novo coronavírus, o hospital precisou adotar algumas medidas, seguindo as orientações das autoridades de saúde.

Para continuar atendendo os pacientes, o Hospital de Câncer de Pernambuco precisa de doações. A gerente de capitação de recurso da umidade, Juliane Carvalho, informou que qualquer quantia em dinheiro será muito importante.

Você pode tirar dúvidas e entrar em contato com o hospital pelo número (81) 3217-8290. Mais informações no site do Hospital de Câncer de Pernambuco (www.hcp.org.br).

>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.