SOLIDARIEDADE

Venezuelanos que estão morando no Recife pedem ajuda para sobreviver

O grupo de 50 estrangeiros está abrigado em uma casa que não tem estrutura para comportá-los. Entre eles, há 18 crianças, três delas com catapora

Venezuelanos que estão morando no Recife pedem ajuda para sobreviver

A situação dos imigrantes venezuelanos é crítica. Eles pedem apoio a quem passa pelas ruas do Centro do Recife - Foto: Reprodução/TV Jornal

Um grupo de 50 venezuelanos está abrigado em uma casa, no bairro da Boa Vista, no Centro do Recife. Eles pedem ajuda para sair de uma situação crítica: três crianças estão com catapora e todos estão abrigados em um imóvel cedido pelo dono, que se solidarizou com a situação dos estrangeiros. 

Do total de refugiados, 18 são crianças, entre 6 meses e 10 anos de anos de idade, todos sem perspectiva de um futuro melhor. Eles chegaram há um mês, na tentativa de escapar da crise financeira do país de origem. Apesar da moradia, o local não tem estrutura para comportar todo mundo. 

>> Venezuela nega que seja responsável por óleos em praias do Nordeste

>> Imigrantes venezuelanos concluem curso de design no Recife

Nota

A Prefeitura do Recife disse que uma equipe de serviço especializado em abordagem social já está cadastrando essas pessoas, com a proposta de traçar um perfil e entender as necessidades dos venezuelanos. A nota explicou ainda que os imigrantes estão sendo acompanhados por uma equipe de saúde, que já fez a vacinação de adultos e crianças contra a varicela, vírus responsável pela catapora.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.