TRAGéDIA

Mulher que morreu após explosão em lancha em Maria Farinha era babá e deixa quatro filhos e um neto

Os parentes da vítima fatal informaram que os ex-patrões estão prestando auxílio

Mulher que morreu após explosão em lancha em Maria Farinha era babá e deixa quatro filhos e um neto

A explosão na lancha deixou pessoas feridas - Foto: Cortesia

Depois de dois dias internada no Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife, uma das vítimas da explosão de uma lancha em uma marina em Maria Farinha, no município de Paulista, morreu. De acordo com parentes, Wilma Maria da Silva de 38 anos era babá das crianças da família dona da embarcação. 

A mulher deixou quatro filhos e um neto. O irmão da vítima fatal, Wilson Silva, afirmou de que os ex-patrões dela estão dando auxílio aos familiares. ‘’Estão prestando auxílio (os patrões). Aonde a gente vai eles ligam e se mostram sempre preocupados’’, revelou.

Da alegria para a Tristeza

Ainda segundo os parentes, Wilma Maria da Silva estava bem feliz por estar terminando de construir a casa própria. Com a morte de Wilma, o irmão também se mostrou preocupado com a saúde da mãe, pela perda da filha. ‘‘’Agora Deus é quem vai confortar a nossa família. Pedir a Deus que acalme o coração da minha mãe, dos irmãos e de todos os familiares’’, contou triste e com os olhos lacrimejando.

Enterro e outras vítimas

Os familiares informaram que o enterro de Wilma será nesta quarta-feira (02), no Cemitério de Sirinhaém, no Litoral Sul de Pernambuco. Até o momento, duas pessoas permanecem internadas em estado grave e uma já recebeu alta da explosão em lancha. 

Relembre o caso

A explosão em uma lancha aconteceu no dia 30 de agosto deixou cinco pessoas feridas, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O caso aconteceu em Maria Farinha, no município de Paulista, no Litoral Norte de Pernambuco. 

Nota na íntegra MF Marina Clube

A MF Marina Clube informa que segue colaborando com todo o processo investigativo das autoridades para solucionar o que provocou um incidente que deixou cinco pessoas feridas em uma lancha, no início da tarde deste domingo (30).

A embarcação, que não pertence ao quadro de sóciosda MF, parou no posto de combustível da marina, por volta das 13h30, para abastecer. Em seguida, começou um princípio de incêndio na embarcação, que logo foi contornado pelos frentistas do posto.

A MF Marina Clube esclarece que, ao contrário do que tem circulado pelas redes sociais, o incidente não foi acarretado pelo abastecimento de combustível na embarcação. A própria Marinha do Brasil, a partir da Capitania dos Portos, em análise preliminar, alegou que o incidente não tem relação com o abastecimento e que os dois tanques de combustível da embarcação e seus componentes estão intactos. A inspeção da Capitania sequer lacrou a bomba de combustível do posto da marina, porque não foi identificado nenhuma irregularidade no local.

A empresa foi solidária com as vítimas e prestou atendimento rápido aos presentes, deslocando as pessoas para a parte interna da marina assim que o incidente aconteceu.

A MF Marina Clube tem total interesse em saber o que ocasionou o incidente e está à disposição das autoridades para prestar quaisquer esclarecimentos que porventura se façam necessários.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.