ADEUS

Jovem morto em baile brega-funk no Recife é enterrado e mãe pede justiça

Mesmo vivenciando o luto, a mãe do jovem, espera por uma resposta das autoridades

Jovem morto em baile brega-funk no Recife é enterrado e mãe pede justiça

O rapaz de 19 anos foi morto com um tiro no peito - Foto: Reprodução/TV Jornal

O último adeus ao jovem de 19 anos foi marcado sob forte comoção em um cemitério particular, em Igarassu, no Grande Recife. Familiares e amigos não conterão as lágrimas e prestaram uma homenagem vestindo camisetas com a foto da vítima.

Na despedida, o amigo da vítima, Jaires Gomes, afirmou que esteve com ele durante todo o dia e relatou que o rapaz era uma pessoa pacata.

"A gente passou o dia todo na piscina curtindo e se divertindo. Dei tchau a ele e me disse que iria para casa, quando foi depois chegou a notícia que ele estava na UR-1 e que estava rolando uma festa, e a polícia já chegou atirando sem querer saber", disse.

De acordo com testemunhas, o tiro que atingiu o jovem no peito foi disparado por um policial, durante uma ação em festa, no bairro do UR-1, no Ibura, Zona Sul do Recife, no último domingo (12).

Ainda vivenciando o luto pela morte do filho, a mãe do jovem, Joyce Firmino, espera uma resposta das autoridades.

"Eu quero justiça. Porque meu filho levou um tiro e os policiais não socorreram e nem deixou os amigos que estavam ao redor, socorrer ele", falou a mãe.

Polícia nega

As versões apresentadas pelas testemunhas e pela Polícia Militar são divergentes. Em nota, a PM de Pernambuco deu seu relato do caso. Confira:

A Polícia Militar informa que, segundo apuração inicial feita junto à equipe de policiais deslocada para a ocorrência, e que não estava presente, no momento da confusão que vitimou um homem, no domingo, no Ibura. O efetivo, integrante do 19º BPM, participava, no bairro, da Operação Bar Seguro (que envolve a PM, Bombeiros e órgãos municipais), quando recebeu denúncia de que estava havendo uma briga, possivelmente, entre grupos rivais no local. Foi feito o deslocamento, mas os policiais encontraram a vítima já baleada, dentro de um carro particular que lhe prestava socorro. A viatura fez o acompanhamento em apoio para agilizar a transferência do rapaz para a Policlínica do bairro, enquanto outros militares permaneceram no local do crime aguardando a chegada da Polícia Civil, que ficará responsável pela investigação do caso, identificando as circunstâncias e a autoria do crime. Além de prematura, é irresponsável qualquer suposição ou acusação de autoria do disparo ou omissão de socorro, e inverídica qualquer semelhança com a situação apontada num fato, no Estado de São Paulo, onde temos na região em tela (Ibura e Cohab) redução de 43 % de CVLI (comparativo do ano de 2019 em relação ao ano de 2018 ), como também redução de 22% de CVP, no mesmo período.

Relembre o caso

O jovem foi morto na madrugada do último domingo (12), quando estava em uma evento no bairro da UR-1, no Ibura. De acordo com testemunhas, o tiro que acertou o peito do jovem teria sido disparado por um Policial Militar. A vítima, ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.