VIAGENS

Veja o movimento no TIP na véspera de Ano Novo


A orientação é chegar com uma hora de antecedência para evitar aglomerações nas filas de embarque. Confira os destinos mais procurados.

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 31/12/2020 às 11:28
Day Santos/TV Jornal
FOTO: Day Santos/TV Jornal
Leitura:

O número de viagens de ônibus este ano, no feriado de ano novo, vai ser menor, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Mesmo assim, na manhã desta quinta-feira (31), véspera do Ano Novo, o movimento foi intenso no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), no bairro do Curado.

>> "A orientação é que as comemorações não reúnam mais que 10 pessoas", diz André Longo

>> No Terminal Integrado, movimento de passageiros é intenso desde o início da manhã

Aglomeração

A fila começava na catraca do setor de embarque intermunicipal e seguia por todo o corredor. A equipe de reportagem da TV Jornal registrou muita gente aglomerada e reclamação de demora do atendimento. Não havia fiscais para organizar as filas.

De acordo com a administração do terminal, do início da semana até a próxima segunda-feira (4), a expectativa é que cerca de 16 mil passageiros circulem pelo TIP. Ao todo, 16 ônibus extras foram disponibilizados para atender à demanda, que está 30% menor que o ano passado, por causa da pandemia.

Destinos

Nas plataformas, assim que o ônibus parava, rapidamente ficava lotado. Os destinos mais procurados em Pernambuco são: Caruaru, Gravatá, Garanhuns e Vitória.

Já para fora do Estado, João Pessoa, Fortaleza, Natal, Maceió e São Paulo estão liderando a lista.

Orientação

Para viajar é recomendado chegar com, pelo menos, uma hora de antecedência, para evitar aglomerações nas filas. O uso de máscara é obrigatório, mas ainda tem aqueles que insistem em usar o acessório de maneira errada.

Monitoramento

Sobre as aglomerações nas filas de embarque no TIP, a assessoria do terminal informou que monitora o cumprimento das regras de prevenção ao novo coronavírus, por meio de rondas e monitoramento por câmeras.

Disse ainda que funcionários orientam as pessoas que não estão respeitando as medidas.