COVID-19

Vídeo: Fiéis se reúnem em frente a UPA e rezam por pacientes com covid-19, em Garanhuns


Apesar da chuva, as pessoas se ajoelharam na calçada da UPA, em oração pelas vítimas da covid-19. O ato aconteceu também nos cinco hospitais da cidade, simultaneamente

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 29/03/2021 às 12:30
Cortesia
FOTO: Cortesia
Leitura:

Um grupo de fiéis se reuniu em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, para rezar pela saúde dos pacientes que estão internados com o novo coronavírus (covid-19). Apesar da chuva, as pessoas se ajoelharam na calçada da UPA, em oração.

Segundo o pastor Júlio Cesar, responsável pela Ordem dos Pastores Evangélicos de Garanhuns e região, o ato não foi o único. Eles se organizaram para realizar o momento de fé também nos cinco hospitais da cidade, simultaneamente. Hoje, Garanhuns tem 80% dos leitos ocupados.

Leitos em Pernambuco

O governador Paulo Câmara anunciou que Pernambuco ultrapassou a marca de 500 leitos de UTI abertos para pacientes com covid-19, em 28 dias.

Ao todo, de acordo com o governo estadual, são mais de 1,5 mil leitos de UTI, e quase 1,2 mil de enfermaria dedicados às pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Nesse domingo (28), 20 leitos de UTI foram instalados na maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda. A expansão foi instalada, na área externa do serviço de saúde, em estruturas modulares doadas pelo Sistema Hapvida.

De acordo com o Governo de Pernambuco, com as novas vagas, a unidade passará a contar com 120 leitos, sendo 70 de UTI. As estruturas modulares, com investimento em torno de R$ 1 milhão, têm 250 m² de área total, contam com camas e suportes, e já receberam os equipamentos necessários para instalação dos leitos de UTI para internar quem estiver com o vírus da covid-19.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.