LITORAL

Grande quantidade de caravelas nas praias assustam banhistas em Pernambuco

Vários banhistas fizeram registros das caravelas na orla das praias

Grande quantidade de caravelas nas praias assustam banhistas em Pernambuco

Caravelas aparecem em praias de Pernambuco e Alagoas - Foto: João Castelo Branco/Cortesia

Com informações de Michael Carvalho e Adriana Victor

Quem circula pelas orlas do litoral pernambucano deve ter percebido a grande quantidade de caravelas na orla das praias. De acordo com os especialistas, Os fortes ventos e a temperatura da água podem estar influenciando nesse fenômeno. O aparecimento das caravelas tem chamado a atenção dos banhistas.

Segundo o corpo de bombeiros, todos precisam ficar atentos na hora de ir a praia. Em caso de queimadura, o sargento Santana alerta que não se pode esfregar o local atingido pela caravela. 

Caravelas nas praias

No início do mês, moradores de Maragogi, em Alagoas e Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco já tinham se assustado com a quantidade de animais marinhos na faixa de areia. As caravelas também teriam sido vistas na orla de Jaboatão dos Guararapes e na Praia de Boa Viagem. A visualização é possível principalmente nos horários de maré baixa.

De acordo com o biólogo, Ebenezer Lobão, o aparecimento das caravelas é normal. No entanto, neste período do ano, pode estar sofrendo algumas interferências, entre elas, a diminuição de banhistas no mar durante a pandemia do novo coronavírus, época de ventos mais fortes em direção ao litoral e temperatura da água adequada para reprodução desses animais.

Riscos

O perigo das caravelas que é seus tentáculos soltam toxinas quando tocam na pele dos banhistas, podendo provocar queimaduras. “Elas podem causar danos à saúde, principalmente se mantemos contato com seus tentáculos”, alertou Clemente Coelho Júnior, professor do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Pernambuco (UPE). “O importante é que não se toque nelas. Caso sejam encontradas caravelas maiores, é bom que se avise aos salvaguardas e às autoridades locais''.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.