TRANSTORNOS

Chuva: Moradores e motoristas ainda sofrem com deslizamentos e alagamentos no Grande Recife

Famílias tiveram as casas invadidas pela água das fortes chuvas do fim de semana, perderam tudo, e agora precisam de ajuda

Chuva: Moradores e motoristas ainda sofrem com deslizamentos e alagamentos no Grande Recife

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o sistema meteorológico que causou essa chuva é conhecido como Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL). - Foto: Bruno Campos/TV Jornal

Os transtornos provocados pelas fortes chuvas no Grande Recife, nesse fim de semana, persistem na vida da população. Isso porque, apesar de a chuva ter cessado, moradores e motoristas sofrem com as casas e ruas alagadas. A área mais atingida é a Zona Sul do Recife, mas os moradores de Jaboatão dos Guararapes também enfrentam muitos transtornos 

Ibura

No bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, por exemplo, os moradores começaram a manhã desta terça (13) contabilizando prejuízos.

A dona de casa Rogelma da Conceição, desde sábado (10), estava abrigada na casa de parentes, por causa da chuva. Ao retornar para casa, encontrou tudo destruído. Segundo ela, na residência havia bastante lama, a geladeira estava caída no chão e o fogão e o colchão estavam molhados. 

Já na 10º travessa da Rua Jornalista Edson Regis, no Ibura de Baixo, a água invadiu a casa de outros moradores, e causou outro problema: o surgimento de escorpiões.

>>Além dos alagamentos e prejuízos, chuva provoca desaparecimento de homem no Grande Recife

Jordão

No bairro do Jordão, também na Zona Sul, havia bastante água na Avenida Centenária Santos Dummond, na manhã desta terça. Muitos motoristas ficaram com medo de passar pelo aguaceiro.

Jardim Monte Verde

Solidariedade é a esperança da família que sobreviveu ao desabamento de uma barreira no Jardim Monte Verde, no Ibura, Zona Sul do Recife, na madrugada de segunda-feira (12). Poucos objetos pessoais foram resgatados em meio aos entulhos, na Primeira Travessa da Chapada do Araripe.

Parte da encosta não aguentou a chuva e atingiu o imóvel simples, com sala, cozinha, banheiro e apenas um quarto. Quatro pessoas estavam na hora do desabamento: o pedreiro José Cláudio Batista, a mulher e o casal de filhos.

A adolescente, de 14 anos, ficou soterrada e, com ajuda dos vizinhos, acabou sendo retirada da lama e levada ao hospital. A garota permanece em observação no Hospital da Restauração, no Derby, centro da capital, já que sofreu ferimentos leves e passou por exames clínicos.

>> Entenda fenômeno que causou tanta chuva em Pernambuco no fim de semana, e veja a previsão do tempo para esta segunda (12)

Pedido de ajuda

Apesar do alívio, a família vive outro drama – não tem onde morar, e os poucos pertences foram perdidos na barreira. O pedreiro José Cláudio batista tem 46 anos e está desempregado vivendo apenas de pequenos bicos. Os interessados em ajudar devem entrar em contato pelo número (81) 9 8899 9398, que também é WhatsApp.

 

Nota da Prefeitura do Recife 

Confira a nota da Prefeitura do Recife na íntegra

A Prefeitura do Recife esclarece que a chuva deste último final de semana foi um evento atípico. Em apenas 72h foi registrado um acumulado de 292 milímetros na cidade, o que representa 89% dos 326,3 milímetros previstos para todo o mês de abril.

A Ação Inverno 2021 foi iniciada em janeiro com a limpeza dos 99 canais que cortam a cidade. Até agora, 32 canais foram limpos, entre eles os canais do Ibura e do Jordão, e outros 12 estão com a intervenção em andamento, e mais de 30 mil toneladas de resíduos foram retiradas.

Com a Ação Inverno 2021, a Prefeitura está investindo R$ 96,6 milhões em ações de contenção de encostas, prevenção e monitoramento em áreas de risco, colocação de lonas plásticas, limpeza de canais e eliminação de pontos de alagamento, entre outras. O trabalho começou em janeiro deste ano.

A Emlurb também realizou a desobstrução de pontos de acúmulo de água neste final de semana, com caminhões equipados com jato de sucção atuando em diversas vias da cidade.

É importante lembrar que muitas áreas do município foram construídas em aterros ou ainda de forma desordenada, alguns pontos da cidade ficam abaixo do nível do mar e sofrem com a influência das marés, que alagam partes dos bairros mesmo sem incidência de chuvas.

Grande Recife

Jaboatão dos Guararapes

No Loteamento Portal de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, a água também ficou acumulada. Imagens de câmeras de segurança mostram a situação da rua, na manhã desta terça. Os moradores tiveram que improvisar uma canaleta para tentar escoar a água da rua, mas sem sucesso. 

 

De onde veio tanta chuva?

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o sistema meteorológico que vem causando essa chuva é conhecido como Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL). Os Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL), também chamados de Ondas de Leste, são perturbações no campo de vento e pressão que atuam na faixa tropical do globo terrestre, em área de influência dos ventos alísios, que se deslocam desde a costa da África até o litoral leste do Brasil.

O fenômeno é intensificado pela confluência dos ventos em baixos níveis. O cavado de médios níveis estava presente com intensidade considerável e não havia bloqueios atmosféricos. O fenômeno DOL é comum nesta época do ano, e costuma contribuir para chuvas nos estados do leste do Nordeste, como Pernambuco.

Defesa Civil de Pernambuco

A população deve seguir as orientações das Defesas Civis dos seus municípios, deixando áreas de risco e evitando entrar em rios, córregos ou em locais alagados. As equipes da Defesa Civil do Estado permanecem em alerta 24h, e podem ser acionadas, por meio da Central de Operações pelos telefones 199 e 3181-2490.

Defesa Civil do Recife

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) renova o alerta para a continuidade de chuvas moderadas a fortes no Recife, nas próximas 24 horas. A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800 081 3400. A ligação é gratuita e o atendimento 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.