DESCASO

Parque de Exposições do Cordeiro sofre com abandono, estruturas quebradas e sujeira

Quem frequenta o parque também relata furtos e arrombamentos no local


Parque de Exposições do Cordeiro sofre com abandono, estruturas quebradas e sujeira

Quem trabalha no parque sente de perto as dificuldades - Foto: Wellington Lima/TV Jornal

O Parque de Exposições, localizado no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, está sofrendo com o abandono. O espaço, que por vários anos recebeu milhares de pessoas em eventos, hoje, está com estruturas quebradas, vegetação alta e muita sujeira. Os sinais de abandono estão por todas as partes do parque.

A escultura do boi, por exemplo, que é o cartão postal do local, está com a estrutura comprometida e quebrada. No lado das cocheiras, o reservatório de alimentação dos animais também está com água da chuva acumulada, e com muito mato espalhado. Parece que não há manutenção há algum tempo. A vegetação está brotando nos telhados, que estão tomados pelo lodo.

A equipe de reportagem da TV Jornal circulou pelas ruas e registrou mais vegetação alta. Algumas árvores foram podadas, mas os galhos não foram recolhidos. Em uma área no interior do parque, onde funcionavam lojas de produtos agropecuários, a equipe encontrou baldes com lixo acumulado e sacolas jogadas na via. Em frente aos boxes, também tinha muita sujeira e mais sinais de abandono.

 

Furtos e arrombamentos

Quem trabalha no parque sente de perto as dificuldades. É o caso de José Mendonça, que é administrador da Associação de Parkinson. Ele disse que, além de todos os problemas na infraestrutura, a área também está propicia a furtos e arrombamentos.

Atividades suspensas

Por conta da pandemia, o Parque de Exposições do Cordeiro está com as atividades suspensas, e servindo apenas como ponto de vacinação.

Nota da Secretaria de Desenvolvimento Agrário

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário disse que uma equipe foi enviada ao Parque para fazer a capinação da área. Quanto à água empoçada mostrada na reportagem, uma vistoria foi solicitada para verificar o problema. Em relação à vigilância do espaço, o órgão informou que guardas patrimoniais fazem a segurança do local 24 horas. A Secretaria afirmou ainda que tem buscado recursos para requalificar o Parque de Exposições e oferecer atividades permanentes no espaço.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.