PROTESTO

Enfermeiros fazem carreata em municípios de Pernambuco em defesa de projeto de lei que institui piso salarial da categoria

Eles querem chamar a atenção para a importância da aprovação do projeto, que está tramitando no Congresso Nacional. Os enfermeiros também reivindicam uma jornada de trabalho com 30h semanais

Enfermeiros fazem carreata em municípios de Pernambuco em defesa de projeto de lei que institui piso salarial da categoria

Eles também pediram respeito com os profissionais que estão na linha de frente, no combate à pandemia de covid-19. - Foto: Bruno Campos/TV Jornal

Na manhã desta quarta-feira (12), enfermeiros fizeram uma carreata em defesa do projeto de lei que institui o piso salarial da categoria. Com cartazes, os profissionais chamaram a atenção para a importância da aprovação do projeto, que está tramitando no Congresso Nacional. O protesto aconteceu em vários municípios de Pernambuco.

No Recife, a concentração foi em frente à antiga Fábrica da Tacaruna, no Complexo de Salgadinho.
Pelo menos, 100 veículos participaram da carreata, que saiu da fábrica, pela Agamenon Magalhães, seguindo em direção ao bairro do Pina, Zona Sul da capital.

>> Profissionais de enfermagem da rede municipal do Recife protestam na Praça do Derby

Respeito

Eles também pediam respeito com os profissionais que estão na linha de frente do combate à pandemia de covid-19. Chamados de heróis, na luta contra o coronavírus, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem dizem que trocam os aplausos por reconhecimento financeiro para a categoria. 

A categoria também aguarda a aprovação da PL 2564/2020, no Congresso Nacional, que reivindica melhores condições de trabalho, como aumento do piso salarial e uma jornada de trabalho com 30 horas semanais.

>> Governo abrirá 600 vagas de capacitação para combate à covid-19, diz ministro da Saúde

Fato inédito

Para o presidente do Conselho Regional de Enfermagem, Gilmar Júnior, a união de todas entidades de classe, incluindo estudantes, é um fato inédito, e deve reforçar as reivindicações da categoria.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.