ANúNCIO

Auxílio emergencial: 3º parcela começa a ser paga neste sábado (27)

O governo também está estudando o pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial, com valores reduzidos

Auxílio emergencial: 3º parcela começa a ser paga neste sábado (27)

O anúncio foi realizado nessa quinta-feira (25), durante a live semanal do presidente Jair Bolsonaro - Foto: Jailton Júnior/TV Jornal

Com informações da Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que também confirmou que a terceira parcela do auxílio emergencial, no valor de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães chefes de família), começa a ser paga neste sábado (27).

O anúncio foi realizado nessa quinta-feira (25), durante a live semanal do presidente Jair Bolsonaro, nas redes sociais, mas ainda não foi divulgado um calendário de como será feito o pagamento.

>> Auxílio emergencial ainda sem calendário da 3º parcela para alguns beneficiários

>> Auxílio emergencial tem 16,69 milhões cadastros pendentes; o que fazer

>> Servidores que receberam o auxílio emergencial em Pernambuco de forma irregular têm prazo para devolver o dinheiro e podem responder criminalmente

Novas parcelas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nessa quinta-feira (25) que o auxílio emergencial vai pagar um adicional de R$ 1,2 mil, que serão divididos em três parcelas. 

"Vamos partir para uma adequação. Deve ser, estamos estudando, R$ 500, R$ 400 e R$ 300", disse o presidente.

>> Auxílio emergencial: Prazo para solicitar benefício acaba em duas semanas

>> Veja como denunciar fraudes no auxílio emergencial

O programa

Ao todo, o programa atende a cerca de 60 milhões de pessoas, e é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

>> Quem teve o auxílio emergencial negado já pode recorrer à Defensoria Pública

>> Teve o auxílio emergencial negado? Defensoria Pública poderá ajudar

>> Cerca de 318.369 agentes públicos receberam auxílio emergencial

>> Veja como devolver auxílio emergencial recebido indevidamente

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

Tem direito ao benefício o cidadão maior de 18 anos, ou mãe com menos de 18, que atenda aos seguintes requisitos:

  • Pertença a família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); 
  • Que não esteja recebendo benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família;
  • Que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:
  • Microempreendedor individual (MEI);
  • Contribuinte individual da Previdência Social;
  • Trabalhador informal, de qualquer natureza, inclusive o intermitente inativo.

>> Prorrogação do auxílio emergencial pode ser vetada por Bolsonaro

>> Mãe enfrenta problema de saúde, perde auxílio do governo e faz apelo para cuidar da filha com deficiência intelectual e epilepsia

>> Ipea: Auxílio emergencial tem foco nos mais necessitados

Quem não tem direito ao auxílio emergencial?

Não tem direito ao auxílio o cidadão que:

  • Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa da família seja maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Tem emprego formal;
  • Está recebendo seguro desemprego;
  • Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

>> Auxílio de R$ 600: Confira os cuidados na hora de solicitar benefício e como identificar fraudes

>> Auxílio Emergencial: Mais da metade do dinheiro devolvido estava com militares

>> Quase R$ 30 milhões do auxílio emergencial são devolvidos ao governo

Ainda tenho dúvidas, o que faço?

A prestação de informações sobre cadastro e pagamento do Auxílio Emergencial está disponível apenas por meio do aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, do site auxilio.caixa.gov.br e da central telefônica exclusiva 111.

Confira os canais da Caixa Econômica Federal para mais informações:

  • auxilio.caixa.gov.br
  • Central de Atendimento CAIXA – 111
  • Central de Atendimento do Ministério da Cidadania – 121
  • twitter.com/caixa
  • facebook.com/caixa
  • instagram.com/caixa
  • youtube.com/user/canalcaixa

>> Estudo identifica fatores que contribuíram para disseminação inicial do coronavírus

>> Mais de 340 mil pessoas em Pernambuco tiveram sintomas do coronavírus em maio, aponta IBGE

>> Para que prorrogação do auxílio emergencial seja efetivada, Poder Executivo deve levar proposta ao Congresso

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.