PAGAMENTO

Caixa divulga calendário da 3º parcela do auxílio emergencial

O pagamento da 3º parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães chefes de família) começa neste sábado (27)

Caixa divulga calendário da 3º parcela do auxílio emergencial

A Caixa divulgou novos calendários de pagamento - Foto: Marcelo Camargo/ABr

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, apresentou o calendário da terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, que começa a ser paga amanhã (27). 

>> Auxílio emergencial tem 16,69 milhões cadastros pendentes; o que fazer

>> Veja como devolver auxílio emergencial recebido indevidamente

>> Cerca de 318.369 agentes públicos receberam auxílio emergencial

>> Veja como denunciar fraudes no auxílio emergencial

3º parcela aprovados no app/site

Calendário regular

1º lote

Quem recebeu a 1º parcela até o dia 30 de abril e não faz parte do Bolsa Família vai receber a 3º parcela de acordo com o seguinte calendário:

  • 27 de junho - 4,9 milhões - nascidos em janeiro e fevereiro
  • 30 de junho - 5,2 milhões - nascidos em março e abril
  • 1º de junho - 5,2 milhões - nascidos em maio e junho
  • 2 de julho - 5,1 milhões - nascidos em julho e agosto
  • 3 de julho - 5,2 milhões - nascidos em setembro e outubro
  • 4 de julho - 5,0 milhões - nascidos em novembro e dezembro

>> Auxílio emergencial: Prazo para solicitar benefício acaba em duas semanas

>> Auxílio emergencial: Cerca de 2,7 milhões de pessoas estão em análise

>> Teve o auxílio emergencial negado? Defensoria Pública poderá ajudar

3º parcela para Bolsa Família

  • NIS terminado em 8 - 26 de junho
  • NIS terminado em 9 - 29 de junho
  • NIS terminado em 0 - 30 de junho

>> Auxílio de R$ 600: Confira os cuidados na hora de solicitar benefício e como identificar fraudes

>> Auxílio Emergencial: Mais da metade do dinheiro devolvido estava com militares

>> Quase R$ 30 milhões do auxílio emergencial são devolvidos ao governo

Prorrogação

Durante live semanal nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro informou que o auxílio emergencial vai pagar um adicional de R$ 1,2 mil. O valor será dividido em três parcelas. "Vamos partir para uma adequação. Deve ser, estamos estudando, R$ 500, R$ 400 e R$ 300", afirmou o presidente, que estava ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

>> Mãe enfrenta problema de saúde, perde auxílio do governo e faz apelo para cuidar da filha com deficiência intelectual e epilepsia

>> Prorrogação do auxílio emergencial pode ser vetada por Bolsonaro

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.