Violência

"Ele era muito obcecado por ela", diz mãe de ex-namorada de PM que matou jovem e tirou a própria vida

O corpo de Débora Siqueira de Arruda, de 20 anos, foi enterrado nesta quinta-feira (19) em Caruaru.

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 19/05/2022 às 15:01 | Atualizado em 19/05/2022 às 16:38
Notícia
Reprodução
PM mata ex-namorada e se suicida em seguida em Caruaru, Agreste de Pernambuco - FOTO: Reprodução
Leitura:

Na manhã desta quinta-feira (19), foi enterrado no Cemitério Parque dos Arcos, em Caruaru, o corpo da universitária Débora Siqueira de Arruda, de 20 anos, morta pelo ex-namorado, um Policial Militar (PM)

O crime ocorreu na última quarta-feira (18). Após cometer o crime, o PM cometeu suicidou. 

Sob forte comoção, amigos e familiares estiveram no local para dar o último adeus a jovem que viveu um relacionamento de 1 ano com o autor do crime.

AMEAÇAS

A mãe de Débora, Lúcia Cristina Arruda, revelou que a filha vinha sofrendo ameaças do ex-namorado. 

"Ele era muito obcecado por ela. Eu não sei que amor doentio era esse e chegou a esse ponto de tirar a vida da minha filha", falou.

MÃE DE DÉBORA MANDA RECADO PARA MÃE DE PM

"A dor que ela está sentindo eu estou. Eu lamento tudo isso porque jamais esperamos por uma tragédia dessa. Que Deus abençoe a vida dela e que dê forças a ela como ele está me dando", falou dona Lúcia. 

ENTENDA O CASO

Um policial militar matou a ex-namorada e em seguida cometeu suicídio na cidade de Caruaru, Região Agreste de Pernambuco.

O crime ocorreu por volta das 7h30 da manhã desta quarta-feira (18). De acordo com informações da Polícia Civil, o policial militar, integrante do Biesp, Alef David da Silva, de 23 anos, matou a ex-namorada Débora Siqueira de Arruda, de 20 anos, com um tiro, e depois se matou.

A principal linha de investigação da polícia é feminicídio.

+VÍDEOS