ELEIçõES 2020

Veja as entrevistas da TV Jornal com os candidatos à Prefeitura do Recife

A TV Jornal está recebendo os candidatos à Prefeitura do Recife para te ajudar a conhecer melhor cada opção de voto

Veja as entrevistas da TV Jornal com os candidatos à Prefeitura do Recife

Eleições 2020 - Foto: SJCC

A TV Jornal promoveu sabatinas com os 11 candidatos à Prefeitura do Recife. Todos foram questionados sobre seus planos de gestão e projetos para a capital pernambucana. Entre os dias 12 e 26, o apresentador Leandro Oliveira conduziu as sabatinas para munir o eleitor de informações e ajudar na decisão do voto, exercício fundamental de cidadania e transformação. A ordem das entrevistas foi decidida em reunião virtual com a participação de representantes de todos os candidatos. Todas as sabatinas tiveram duração de nove minutos, com um minuto de tolerância, e o tempo começou a contar a partir da primeira resposta. Acompanhe aqui todas entrevistas da TV Jornal com os candidatos:

Coronel Feitosa (PSC) - Dia 12/10

O candidato Coronel Feitosa, do Partido Social Cristão (PSC), começou contando os motivos pelos quais se sente preparado para ser prefeito do Recife, falando de sua experiência como servidor público e conhecimento da área de segurança pública, além de sua experiência como secretário de Turismo. O Coronel Feitosa falou também sobre sua relação e apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Ele falou, ainda, que quer 'varrer' o socialismo e o comunismo da cidade do Recife.

Victor Assis (PCO) - Dia 13/10

O candidato à Prefeitura do Recife Victor Assis (PCO), que seria o segundo a ser recebido na TV Jornal para a sabatina, informou que teve um imprevisto e não conseguiu voltar a tempo de São Paulo para o Recife. De acordo com a regras, as entrevistas devem ser feitas presencialmente, no estúdio. Portanto, excepcionalmente, não houve entrevista com o candidato no TV Jornal Meio-Dia.

Charbel Maroun (Novo) - Dia 14/10

O candidato à Prefeitura do Recife Charbel Maroun, do partido Novo, se comprometeu, durante a sabatina, a fazer o Consórcio Grande Recife "funcionar" caso seja eleito. O candidato afirmou que tirar o Recife do consórcio acabaria saindo mais caro do que resolver os problemas existentes no consórcio atual. O candidato também defendeu uma parceria com a iniciativa privada quando se trata de educação municipal.

Marco Aurélio (PRTB) - Dia 15/10

O candidato à Prefeitura do Recife Marco Aurélio Meu Amigo, do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), prometeu a criação de um voucher educacional para atender estudantes de comunidades em que a oferta de vagas em escolas públicas esteja deficitária. Questionado sobre o slogan “vamos endireitar o Recife”, adotado por sua campanha, Marco Aurélio defendeu a alternância de poder e disse que chegou o momento da direita mostrar seu trabalho à cidade. 

Mendonça Filho (DEM) - 16/10

Durante a sabatina, o ex-ministro da Educação Mendonça Filho, do Democratas (DEM), classificou como “um crime” o fato de que grande parte dos motoristas de ônibus que circulam na Região Metropolitana também estejam exercendo a função de cobradores, questão que tem sido o mote de vários protestos da categoria.

Carlos Andrade Lima (PSL) - 19/10

O candidato à Prefeitura do Recife Carlos Andrade Lima, do Partido Social Liberal (PSL), defendeu durante a sabatina a união da prefeitura com a comunidade e a iniciativa privada. Carlos afirmou que a população não pode ser dependente apenas do governo e apontou que essa união seria ideal para resolver os problemas da cidade.

João Campos (PSB) - 20/10

O candidato a prefeito do Recife João Campos, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), declarou que está preparado assumir a Prefeitura do Recife, mesmo enfrentando questionamentos sobre o fato de não ter experiência em gestões públicas e ser muito jovem. Durante a entrevista na TV Jornal, João Campos afirmou que o maior desafio do Recife é a desigualdade social e não apenas se tratando de renda, mas de oportunidades na educação e empregabilidade.

Thiago Santos (UP) - 21/10

Candidato à Prefeitura do Recife pela Unidade Popular (UP), Thiago Santos defendeu uma reforma tributária municipal. De acordo com o postulante, a população de baixa renda, que ganha até um salário mínimo, estaria pagando taxas abusivas considerando a remuneração que recebem. Ele defende que pessoas e empresas que ganham mais devem pagar mais.

Delegada Patrícia (Podemos) - 22/10

A Delegada Patrícia, candidata à Prefeitura do Recife pelo Podemos, aproveitou as críticas recentes sobre publicação encontrada em suas redes sociais que chamava a cidade de "Recífilis" para falar do problema de saúde pública no município. Além de voltar a se defender alegando que a publicação havia sido feita há 9 anos, a postulante disse que os apelidos que a cidade recebe representam os problemas que enfrenta.

Marília Arraes (PT) - 23/10

Na participação da petista na sabatina da TV Jornal, a candidata Marília Arraes, do Partido dos Trabalhadores (PT), afirmou que a experiência a fez tomar a decisão de ir para a oposição ao PSB. Ao ser questionada sobre o seu programa "Palafita Zero", semelhante ao "Recife Sem Palafitas", implementado na primeira gestão do PT do Recife, a partir de 2001, a candidata falou do compromisso em dar continuidade a essa política pública. Os recursos para viabilizar a propostas, de acordo com ela, devem ser obtidos através do corte de gastos da máquina. Segundo apontou a candidata, são gastos quase R$ 30 milhões por ano pela prefeitura com aluguel de carros.

Cláudia Ribeiro (PSTU) - 26/10

A candidata Cláudia Ribeiro, do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), defendeu a redução do salário do prefeito e vereadores, equiparando ao salário dos professores. Ao ser questionada sobre os impostos, ela defendeu que os valores pagos sejam destinado para as áreas sociais. Cláudia também criticou o custo das passagens de ônibus e a demissão de trabalhadores do setor.

Debate é na TV Jornal

A TV Jornal promove, no dia 10 de novembro, um debate com sete candidatos à Prefeitura do Recife. A partir das 10h50, o Leandro Oliveira vai mediar um confronto de ideias e propostas. A transmissão será pelo canal 2, pelos sites e redes sociais dos veículos do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação

Participam do debate os candidatos à Prefeitura do Recife cujos partidos possuem pelo menos 5 representantes no Congresso Nacional. A ordem e o posicionamento dos candidatos foram definidos, através de sorteio, em reunião virtual com representantes de cada candidato. O debate será dividido em três blocos e vai priorizar o confronto direto entre os candidatos.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os candidatos terão que respeitar o distanciamento social dentro do estúdio e seguir todo um protocolo de segurança sanitária. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.